Confira 5 benefícios da prática religiosa para sua saúde

Clara Periotto
|
04/04/2017 às 06h00 - terça-feira

Recentemente, publicamos uma matéria listando 10 motivos para ir a uma Igreja Ecumênica da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo. Várias pessoas acessaram e temos certeza que o conteúdo ajudou muito a melhorar a vida delas. \o/ Neste novo post, queremos destacar os benefícios na saúde daqueles que exercem a prática religiosa — constatados cientificamente.

E nós entendemos "Religião" no amplo sentido dessa definição do nosso presidente-pregador, José de Paiva Netto, em seu artigo Religião não rima com intolerância:

"Compreendo Religião como Fraternidade, Generosidade, Solidariedade, Respeito à Vida Humana, Iluminação do Espírito, que todos somos. Entendo Religião como algo dinâmico, vivo, pragmático, altruisticamente realizador, que abre caminhos de luz nas Almas, e que, por essa razão, deve estar na vanguarda ética. Não a vejo como coisa abúlica, nefelibata, afastada do cotidiano de luta pela sobrevivência que sufoca as massas. Não a entenderia, se não atuasse também de modo sensato na transformação das realidades tristes que ainda atormentam os povos. Esses, cada vez mais, andam necessitados de Deus, que é antídoto para os males espirituais, morais e, por consequência, os sociais, incluídos o imobilismo, o sectarismo e a intolerância degeneradores, que obscurecem o Espírito das multidões". 

Portanto, abaixo, você se surpreenderá com tantas vantagens. E não é para menos! Afinal, quando estamos num ambiente sagrado, temos a incrível possibilidade de nos conectarmos ao Pai Celestial, o Supremo Criador que nos ama indistintamente. Assim, renovamos nossas energias e nos fortalecemos para os embates da vida!

Confira os benefícios da prática religiosa, que você pode exercer na Religião do Amor Fraterno:

1. Reduz o risco de mortalidade

Uma pesquisa realizada pelo professor de epidemiologia Tyler J. VanderWeele, da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, revelou que ir ao menos uma vez por semana a uma igreja pode reduzir a mortalidade de 20% a 30% em um período de até 15 anos. Esses dados são frutos de um estudo que comparou, durante duas décadas, a expectativa de vida de adultos que tinham religião e outros que não exerciam nenhuma prática religiosa.

2. Menos taxas de depressão

Na mesma pesquisa é revelado que as pessoas religiosas tendem a ser mais otimistas, confiantes no futuro e com menos taxas de depressão. O que também justifica o número menor de suicídios em pessoas que trabalham sua espiritualidade. O professor VanderWeele ainda afirma no estudo que a religião é “mais do que uma prática individual, é coletiva e solidária e traz grandes resultados à saúde". Ou seja, o sentimento de fraternidade é incentivado e trabalhado constantemente nesses ambientes de paz, fazendo com que as pessoas cuidem melhor de si mesmas e, ao mesmo tempo, construam um mundo melhor para todos, a partir de seus atos solidários. \o/

+ As graves consequências do suicídio e como preveni-lo

+ Como superar a depressão? Descubra com apoio da Espiritualidade Ecumênica!

Arquivo BV

Salvador, BA — Cristãos do Novo Mandamento de Jesus levam o conforto espiritual ao multiplicarem a revista Jesus está Chegando!. 

3. Experiências religiosas fornecem uma estrutura cognitiva para lidar com as situações traumáticas

Desde os anos 2000, a Legião da Boa Vontade (LBV) propõe um espaço de diálogo entre as mais diversas áreas do saber, a fim de que se debata temas fundamentais rumo ao progresso da Humanidade: O Fórum Mundial Espírito e Ciência. Em agosto de 2015, em Brasília, DF, aconteceu mais uma edição do evento no Parlamento Mundial da Fraternidade Ecumênica, o ParlaMundi da LBV. Em uma das palestras, o Dr. Julio Peres, psicólogo e doutor em Neurociências e Comportamento pela Universidade de São Paulo (USP), relatou que, de acordo com alguns estudos, “na maioria das vezes, a espiritualidade, a religiosidade, favorece a superação de traumas no setting terapêutico”.

Ele explica que as experiências religiosas, como a prece e a meditação, fornecem uma estrutura cognitiva para lidar com situações traumáticas. “No processo terapêutico, ao falar sobre espiritualidade, posso potencializar as capacidades dos pacientes. Não vou doutrinar o paciente, mas vou valorizar esse repertório que ele traz. (...) A espiritualidade pode fornecer ordem e compreensão de eventos dolorosos, caóticos e imprevisíveis”, explanou o dr. Julio.

O especialista ainda afirmou que, dentro da psicoterapia, é possível considerar os traumas como oportunidades de crescimento pessoal, graças aos valores promovidos pela prática religiosa, como a Coragem, a Sabedoria e o Amor.

Rogério Vieira de Paiva

Goiânia, GO — O Departamento de Assistência Espiritual (DAE), da Religião Divina, é uma oportunidade permanente aos que desejam praticar o Bem. Por meio dele, são realizadas visitas a hospitais, lares para idosos e crianças, abrigos, entre outros locais onde existam corações carentes de um pouco de afeto. Desta forma, até mesmo os que vão doar o melhor de si aos que sofrem acabam diminuindo a própria dor.

4. A religiosidade é melhor para a saúde mental do que o esporte quando na Terceira Idade

Ao desenvolver um estudo sobre depressão em adultos com mais de cinquenta anos, a London School of Economics and Political Science (Escola de Negócios e Ciências Políticas de Londres), constatou: As pessoas nessa faixa etária que frequentam atividades religiosas possuem mais benefícios à saúde mental do que os que praticam esportes, os que realizam ações sociais ou estudam. Esse resultado, envolvendo 9 mil europeus, demonstrou que, em meio a tantas atividades nas quais essas pessoas estão envolvidas, a que oferece uma sensação de felicidade mais duradoura é a de frequentar celebrações religiosas.

O interessante nesta pesquisa foi a revelação de que o pertencimento a outros círculos sociais, como instituições comunitárias, oferece, em termos de saúde mental, um benefício de curto prazo — o que é ótimo. Contudo, dessa forma, os sintomas depressivos podem aparecer passado certo tempo. A justificativa do responsável pelo estudo, o epidemiologista Mauricio Avendano, foi a de que os participantes demonstraram um forte sentimento de recompensa quando iniciam em alguma organização; porém, quando se é exigido muito esforço, sem muito retorno, os benefícios se esvaem após um tempo — o que não ocorre com a religião.

Portanto, é a comprovação de um fato fascinante: Quando o ser humano realmente exerce uma atividade em que é útil e percebe o retorno de seu “esforço” imediatamente, como no caso da religiosidade, isso gera um sentimento compensador a longo prazo. Pois em grande parte, as atividades religiosas envolvem o cuidado com o outro, e essa sensação fraterna impulsiona para mais e mais ações no Bem! \o/

Gabriel Estevão
Dentre tantas opções no Bem, jovens de todas as idades têm a chance de expressarem an Religião do Terceiro Milênio, com alegria verdadeira e muito alto-astral, os valores fraternos e ecumênicos de Jesus.

5. Afasta os jovens do alcoolismo e das drogas

Um estudo sobre superação de vícios, publicado em um congresso acadêmico na Chester University, no Reino Unido, concluiu que uma infância religiosa colabora para um futuro sem comportamento de risco na vida dos jovens. Isso porque “a religiosidade pode ser especialmente protetora durante o período de transição da adolescência à fase adulta”, destaca a pesquisa.

+ Contra os vícios do sexo, das drogas e do álcool

O que faz a diferença é a prática religiosa, ou seja, a participação frequente nas cerimônias e ações solidárias promovidas pelas religiões. Tais atitudes estão ligadas ao desenvolvimento de hábitos saudáveis e, consequentemente, a uma menor propensão aos vícios. “Uma maior assistência à igreja nesses períodos da vida [infância e adolescência] pode proteger o jovem do uso precoce de álcool e contra o desenvolvimento de problemas relacionados com o alcoolismo”, ressalta o estudo.

Tuuuuudo isso nos leva a concluir que os diversos benefícios em frequentar ambientes sagrados se estendem a todas as faixas etárias. Os valores que neles são adquiridos e as oportunidades em cuidar do próximo, fazem a diferença para a boa condução da vida. Incentivam a um ideal que encoraja e cria disposição, a fim de que todos possam manter a mente sempre ocupada. Legal, né? =D

Um convite especial

Vivian R. Ferreira
SÃO PAULO, SP — Vista parcial do público, que superlota a Igreja Ecumênica da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo para aprender os ensinamentos fraternos e ecumênicos de Jesus.

Na Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo não faltam oportunidades para você sentir, espiritual e materialmente, todos os benefícios de estar em um ambiente de Paz e tranquilidade. Por isso, o nosso convite para que integre a maior família fraternista do mundo, faça novas amizades, troque experiências e, principalmente, aprenda os ensinamentos sublimes de Jesus, o Cristo Ecumênico, o Divino Estadista!

Uma ótima oportunidade para nos conhecer é a Cruzada do Novo Mandamento de Jesus — Reunião da Comunhão com Deus. Ela acontece aos sábados, às 16h15, em todas as Igrejas Ecumênicas da Religião Divina no Brasil e no mundo. Nela, estudamos o Evangelho-Apocalipse de Jesus, em Espírito e Verdade, à luz do Seu Novo Mandamento"Amai-vos como Eu vos amei. Somente assim podereis ser reconhecidos como meus discípulos, se tiverdes o mesmo amor uns pelos outros" (Evangelho, segundo João, 13:34 e 35). Acompanhamos, ainda, o desenvolvimento de temas que fazem parte do dia a dia, fundamentados na Doutrina Ecumênica da Religião do Amor Fraterno, recebendo todo o conhecimento espiritual necessário para alcançar uma vida cada vez mais equilibrada e feliz!

Saiba onde fica nossa Igreja Ecumênica mais próxima de você e faça-nos uma visita. Será um prazer receber você e sua família! Para outras informações, só ligar no 0300 10 07 940 (custo de uma ligação local + mais impostos).

Avalie este conteúdo