Carta de Jesus à Igreja em Laodiceia

Qual a lição de Jesus ao nos advertir sobre não sermos mornos?

Da Redação
|
24/04/2018 às 13h00 - terça-feira

A Igreja em Laodiceia é a última das Sete Igrejas da Ásia às quais Jesus dedica o Livro das Profecias Finais, o Seu Apocalipse, capítulos de 1 a 3. Historicamente, elas eram comunidades do cristianismo nascente, localizadas na chamada Ásia Menor, que hoje corresponde à parte ocidental da Turquia.

Laodiceia estava localizada na cidade da Província romana da Ásia, ficava próxima de Colossos e Éfeso e era uma cidade muito rica. Portanto, para aquele povo, e também para todos nós, Humanidade, o Cristo faz uma importante advertência sobre não sermos “mornos”. Mas o que isso significa? É o que veremos no estudo bíblico a seguir.

Vivian R. Ferreira

Carta de Jesus à Igreja em Laodiceia

(Apocalipse, segundo João, 3:14-22)

14 — Ao Anjo da igreja em Laodiceia escreve: Estas coisas diz o Amém, a Testemunha Fiel e Verdadeira, o princípio da criação de Deus:
15 — Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente. Quem dera fosses frio, ou quente!
16 — Assim, porque és morno, e nem és quente nem frio, estou a ponto de vomitar-te da minha boca;
17 — pois dizes: Estou rico e abastado e de nada sinto falta; e não sabes que és um infeliz, sim, miserável, pobre, cego e nu.
18 — Aconselho-te que de mim compres ouro refinado pelo fogo para te fazeres realmente rico e trajares vestiduras brancas, a fim de que não seja manifesta a vergonha da tua nudez, e colírio para ungires os teus olhos, a fim de que vejas com perfeição.
19 — Aqueles a quem amo, repreendo e castigo. Sê, pois, zeloso, e arrepende-te.
20 — Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz e abri-la para mim, entrarei em sua casa, e cearei com ele e ele comigo.
21 — Ao vencedor, Eu o farei sentar-se comigo no meu trono, assim como também Eu venci e me sentei com meu Pai no Seu trono de glória.
22 — Quem tem ouvidos de ouvir ouça o que o Espírito diz às igrejas do Senhor.
*O destaque é nosso

O que Jesus quis dizer ao nos advertir sobre não sermos mornos?

Essa questão chegou até nós e a resposta você confere no quadro "Pergunte ao Apocalipse de Jesus”, exibido na Boa Vontade TV, Super Rede Boa Vontade de Rádio e no Canal da Religião Divina, no Youtube. Quem responde é o ministro-pregador da Religião Divina Marco Dametto. ASSISTA!

O quadro é um espaço democrático e ecumênico criado pela Academia Jesus, o Cristo Ecumênico, o Divino Estadista, cujo objetivo é esclarecer as dúvidas a respeito das Escrituras Sagradas, inspirando a todos a buscarem no Divino Mestre as soluções para seus desafios diários.

Decisão no Bem!

Portanto, aprendemos na Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo que ser “morno” corresponde à nossa indecisão no Bem, nas boas ações. É quando ficamos “em cima do muro”, conforme o dizer popular. Dessa forma, ao nos chamar a atenção sobre isso, Jesus está nos instigando a não desistirmos no meio do caminho, a perseverarmos nos compromissos que resultam no verdadeiro Bem da nossa família, da nossa comunidade. Como também, a não sermos indiferentes diante dos desafios pessoais e coletivos.

Como deixar de ser morno perante alguma desarmonia no lar? Como ser "quente" na hora de mostrar aos nossos filhos, netos e sobrinhos o caminho da honestidade, do respeito e da tolerância? É o que precisamos aprender com o Divino Mestre da Humanidade, Jesus!

Conhecimento que nos Liberta Espiritualmente

A partir desse conhecimento, vemos a necessidade de então sermos “quentes”, ou seja, agirmos com decisão firme no que é correto, justo, ético. O que significa viver o Novo Mandamento do Divino Mestre: “Amai-vos como Eu vos amei. Somente assim podereis ser reconhecidos como meus discípulos, se tiverdes o mesmo Amor uns pelos outros” (Evangelho, segundo João, 13: 34 e 35). Pois ao escolhermos esse caminho, manteremos em nós a chama da Esperança sempre acesa, neutralizando todo o ódio, cessando as guerras e a indiferença, primeiramente dentro de nós.

Ainda mais no momento pelo qual a humanidade enfrenta, o alerta da Carta de Jesus à Igreja em Laodiceia se faz urgente. Visto que com a decisão firmada no exemplo de Solidariedade do Cristo, conseguiremos vencer todos desafios que o mundo tem passado. Problemas estes, que são o resultado das ações humanas, cultivadas ao longo dos milênios.

Porém, todo o Bem que está profetizado no Último Livro da Bíblia Sagrada também representa as consequências das atitudes daqueles que perseveram e não desistem do Amor Divino diante de suas lutas diárias. Daí Jesus afirmar:

“Ao vencedor, Eu o farei sentar-se comigo no meu trono, assim como também Eu venci e me sentei com meu Pai no Seu trono de glória” (Apocalipse, 3:21). 

Por isso, sigamos firmes nesta jornada de melhoria de nossa postura. E contemos sempre com o amparo do Divino Amigo, Jesus! Ele diariamente bate à porta do nosso coração e nos convida a cear com Ele (Apocalipse, 3:20). Isto é, compartilha conosco o Alimento Espiritual que vem de seus ensinamentos e de seu próprio exemplo.

Sobre as 7 Igrejas da Ásia

Tela: Sátyro Marques

A VIsão de Jesus Glorificado

Ainda sobre a importância de nos atermos aos recados do Cristo nessas 7 correspondências, a exemplo da Carta à Igreja em Laodiceia, elas foram registradas a fim de fortalecerem as comunidades e no constante aprimoramento espiritual que Jesus sempre nos encoraja. Nelas, o Divino Mestre ressalta as qualidades que cada uma possui, mas também o que precisa ser corrigido. Além disso, conforta e estimula à correção, destacando o prêmio a ser alcançado.

Uma super dica de Estudos Bíblicos

Referência no estudo dos temas bíblicos, sobretudo no Apocalipse do Profeta Divino, há mais de seis décadas, o presidente-pregador da Religião Divina, José de Paiva Netto, ensina em seu best-seller: Jesus, a Dor e a Origem de Sua Autoridade — O Poder do Cristo em nós, no subtítulo “O desafio lançado por Jesus às Igrejas do Apocalipse e o Conforto Celeste”, página 293:

“Há gente muito crítica que não abre caminho para ninguém. Aponta apenas erros... Entretanto, não estende a mão, não propõe conserto algum à sociedade... Mas Jesus é diferente! Quando se dirige às Sete Igrejas da Ásia, Ele reconhece suas qualidades, mostra o que elas têm de bom, conforta, oferece um conselho, encoraja e, quando necessário, “puxa a orelha” de seus integrantes, não para derrubar quem quer que seja, contudo para convocá-los à correção do que está errado. Porque, se Você repreende por repreender ou elogia por elogiar, comete uma atrocidade moral e espiritual. Costumo dizer que premiar quem não merece é crime. Todavia, se adverte com o intuito de instruir — uma vez que não há quem seja perfeito neste mundo —, aí Você é amigo”.

E assim como as advertências eram essenciais para aquele momento, o seu conteúdo continua atual.

“De volta às Sete Igrejas da Ásia, pode-se dizer que elas também simbolizam os diversos graus de entendimento e vivência espiritual em que se acha cada Ser Humano. Na verdade, as Sete Igrejas existem, em diferentes gradações, dentro de nós mesmos. Nelas, Jesus aponta qualidades e defeitos, advertindo, pedindo fidelidade e exortando à prática das Boas Obras originárias da Fé Realizante5*”,

escreve o Irmão Paiva Netto em Somos todos Profetas, outro livro de grande sucesso, no subtítulo “Desejo de Paz e Soberania sobre si próprio”.

Aprofunde-se no estudo do Apocalipse de Jesus!

As duas obras citadas acima integram a Coleção “O Apocalipse de Jesus para os Simples de Coração”, formada por 5 títulos ao todo, que já venderam mais 3 milhões de exemplares. Elas foram inspiradas na famosa série radiofônica de mesmo nome. Por isso, convidamos você a se aprofundar no Último Livro da Bíblia Sagrada, com o jornalista e radialista Paiva Netto.

Vivian R. Ferreira
Somos Todos Profetas (1991); Apocalipse Sem Medo (2000); Jesus, o Profeta Divino (2011); e Jesus, a Dor e a origem de Sua Autoridade — O Poder do Cristo em nós, lançado em 8 de novembro de 2014, durante as celebrações dos 25 anos do Templo da Boa Vontade (TBV), em Brasília/DF. A obra esgotou sua primeira edição em apenas quatro horas.
 

No rádio, a série conta com mais de 450 programas em que, minuciosamente, ele estuda as Profecias Finais, em Espírito e Verdade à Luz do Novo Mandamento do Cristo Ecumênico, o Divino Estadista. Ao acompanhar esses estudos, você compreenderá as transformações pelas quais o mundo vem passando e, claro, a melhor notícia de todos os tempos: a Volta Triunfal de Jesus.

Ouça, todos os dias, pela Super Rede Boa Vontade de Rádio (às 0h, 5h, 11, 18 e 21 horas). Você também pode acompanhar a qualquer momento pelo aplicativo Boa Vontade Play (baixe agora, gratuitamente, pela sua loja de aplicativos).

Venha ser Feliz na Religião do Terceiro Milênio!

Participe dos estudos sobre o Evangelho-Apocalipse de Jesus na Igreja Ecumênica da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo mais perto de você. Confira os endereços! =)

Se desejar, envie suas dúvidas sobre o Último Livro da Bíblica Sagrada para: apocalipse@boavontade.com.

___________________________________
*Fé Realizante — Terceiro dos quatro estágios evolutivos da Fé, conforme define a Religião de Deus:
1) Fé Raciocinada (Kardec);
2) Fé Raciocinante (Zarur);
3) Fé Realizante (Paiva Netto); e
4) Fé que Diviniza, ou Divinizante (Paiva Netto).
Vide a página 188, do segundo volume, das Sagradas Diretrizes Espirituais da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo.

 

Avalie este conteúdo