Violência Psicológica nos Relacionamentos: como reagir?

Da Redação
|
09/09/2015 às 09h00 - quarta-feira
Shutterstock

A violência psicológica ocorre frequentemente de forma silenciosa ou implícita em palavras rudes, acusações e cobranças, ou, ainda, em gestos, olhares, sarcasmo, piadas que podem causar perda da autoestima, depressão, suicídio, entre outros danos. Ao sofrer esse tipo de violência, a primeira reação é afastar-se de quem o pratica. E como reagir às situações em que o afastamento não é uma opção, como nas relações de trabalho, familiares e conjugais?

As tentativas por meio do diálogo ou da ajuda profissional podem ser os primeiros passos, pois ignorar a situação ou mesmo revidar na mesma moeda não solucionam os problemas. A violência e o ódio aumentam a agressividade nos relacionamentos. Aliás, é preciso atenção para não confundirmos justiça com vingança.

Saber defender-se é imprescindível no âmbito material e principalmente espiritual, assim como esclarece o presidente-pregador da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo1, José de Paiva Netto:

“(...) Devemos sempre lutar pela Paz. Entretanto, não ser incapazes de nos defender, naturalmente que sem o espírito feroz e destrutivo da vingança, porque ela moralmente desnorteia as pessoas. Jamais sejamos, portanto, cúmplices do que está errado, mas incorporemos à Alma essa elevada aliança civilizadora como o sentimento de benevolência que nasce do coração (...). A fim de tornar mais claro o raciocínio, recorro a esta advertência de Confúcio, com a qual desde cedo me alinhei. Ele afirma, do alto de sua sabedoria milenar:

— ‘Paga-se a Bondade com a Bondade, mas o mal com a Justiça’.

O famoso pensador chinês evidentemente não se referia à revanche, que é antípoda ao sentido de Justiça verdadeira”. 2

É preciso, portanto, que cultivemos o que a Religião do Amor Universal apresenta como Bom Pensamento. Trata-se daquele que, ligado a Deus — entendido como Amor3 — traz equilíbrio ao ser humano e, assim, por consequência, influencia-o a adotar atitudes mais sensatas, sem prejudicar a si mesmo ou as pessoas à sua volta. Com ele, será possível se livrar da angústia, da tristeza e do ódio que se estabelece em torno dos relacionamentos, principalmente os que geram algum tipo de violência. Significa estarmos fortalecidos íntima e espiritualmente, para não nos aprisionarmos a esses sentimentos que só nos fazem mal.

COMO CONQUISTAR O BOM PENSAMENTO?

Há muitas maneiras de alcançarmos a tranquilidade de Alma. Um dos mecanismos mais eficientes é a prece sincera, que também pode ser feita em um minuto de silêncio ou por uma meditação. Dessa forma, abrimos nossa mente para pensamentos benéficos ao nosso coração, como aqueles voltados à felicidade, ao bem-estar, à Paz, que superam situações degradantes.

É importante destacarmos ainda que ao cultivarmos bons pensamentos se aproximarão de nós Almas Benditas, Espíritos de Luz, que se afinam com nossas reflexões boas. São Anjos da Guarda, Protetores Celestes, que sempre nos acompanham, a fim de nos inspirar às melhores decisões.

No livro Conversando com o seu Anjo da Guarda – A Agenda Espiritual, o Irmão Dr. Bezerra de Menezes (Espírito), assim explica: “Os Anjos Guardiães, incansáveis Protetores do Mundo da Verdade, adentram nossa Alma e dirigem, por nosso intermédio, aos queridos Irmãos e Amigos na Terra, as bênçãos e a iluminação necessárias para que possam suplantar os obstáculos surgidos em suas existências, tanto os mais simples quanto os mais difíceis, ainda que sejam de natureza aparentemente intransponível, insuperável para a vida humana. Disse Jesus: ‘Tudo é possível àquele que crê’ (Evangelho, segundo Marcos, 9:23)”.

+ Leia também:

Como os espíritos podem influenciar nossas decisões?

A violência psicológica, antes de ser exteriorizada, começa no íntimo do Ser e é, portanto, a partir dele que se deve trabalhar os sentimentos e buscar a inspiração necessária para não cair nesse tipo de cilada.

CONVITE À ORAÇÃO

A Corrente Ecumênica de Preces da Religião do Terceiro Milênio tem o objetivo de envolver os nomes de todos aqueles que desejamos que recebam as influências para alcançarem o Bom Pensamento, iluminado por Deus. Você é o nosso convidado a orar por seus familiares e amigos!

______________________________
*1 Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo — Também denominada Religião do Novo Mandamento, Religião do Terceiro Milênio e Religião do Amor Universal. Trata-se da Religião Ecumênica do Brasil e do mundo.

*2 Trecho extraído do artigo “Ciência, Tecnologia, Inovação, Cultura e o papel da Solidariedade Ecumênica”, encaminhado às Nações Unidas, em 2013, durante a Reunião de Alto Nível do Conselho Econômico e Social da ONU (Ecosoc).

*3Deus é Amor”, definição consoante a Primeira Epístola de João, 4:8.

Avalie este conteúdo