Proclamação do Centro Espiritual Universalista da Religião Divina

Data completa 50 anos

Da Redação
|
02/10/2019 às 14h00 - quarta-feira

No Congresso da Boa Vontade de 1969, no dia 5 de outubro, no Rio de Janeiro, RJ, o saudoso Irmão Alziro Zarur (1914-1979) fez a Proclamação do Centro Espiritual Universalista, o CEU da Religião Deus, do Cristo e do Espírito Santo, a Religião do Amor Universal.

Na ocasião, assim se expressou o saudoso Proclamador da Religião Divina “A função do CEU (Centro Espiritual Universalista) da Religião do Amor Universal é, pois, desbastar arestas, para harmonizar os seres humanos em conflito; derrubar bastilhas, para o que é imprescindível a ação da Fraternidade Ecumênica, que é energicamente dinâmica, na forma de Solidariedade — e o apoio do Mundo Espiritual — que existe, apesar de não ser percebido pelos fracos sentidos humanos”.

Para ensinar os seres humanos a estabelecerem, da melhor forma, essa sintonia Céu e Terra, Paiva Netto registrou as “Cinco Lições Práticas do Centro Espiritual Universalista”, que foram conceituadas por Zarur, e visam ao desenvolvimento das potencialidades espirituais de cada um. São elas:

1) O Silêncio

2) Fé Raciocinante

3) Iniciação à Verdade de Deus

4) O Pensamento e o Destino

5) A Liderança Espiritual

Gustavo Henrique

+ Como entrar no Silêncio do Espírito?

União Consciente das Duas Humanidades

Paiva Netto, Presidente-Pregador da Religião do Terceiro Milênio, iniciou, em 1992, as atividades práticas do Centro Espiritual Universalista (CEU) da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo. A partir de 6 de janeiro daquele ano — quando se comemorou o 44º aniversário da Ordem Espiritual de Jesus para criar a LBV—, começaram a suceder manifestações psicográficas, psicofônicas e de efeitos físicos, com um diferencial importante: fazer com que o ser humano busque o conhecimento das Leis Divinas e a aplicação cotidiana dos ensinamentos de Jesus, a fim de superar o medo da morte e de viver com autonomia espiritual.

Assim, esse empreendimento de Fé Realizante banha com as Luzes Divinas as Igrejas Ecumênicas da Religião do Amor Universal em todo o país e no exterior e os diversos ambientes nos quais a Espiritualidade Elevada atua naturalmente, derrubando as barreiras que separam os corações e unindo, de maneira consciente, as Duas Humanidades — a visível e a (ainda) Invisível —, para que se dê a realidade solidária anunciada ao toque da Sétima Trombeta: “(...) o reino do mundo se tornou de nosso Deus e do Seu Cristo, e Ele reinará pelos séculos dos séculos” (Apocalipse de Jesus, 11:15).

Avalie este conteúdo