Proclamação da Pedra Filosofal, o Mandamento Novo de Jesus

Da Redação
|
05/04/2018 às 16h50 - quinta-feira
Tela: Michelangelo Grigoletti (1801-1870)

Detalhe da obra: O Sermão da Montanha.

Na capital paulista, em 7 de abril de 1973 — portanto, há 45 anos —, Alziro Zarur (1914-1979), saudoso Proclamador da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, revelava à Humanidade que a substância capaz de transformar o mais vil metal em ouro puríssimo, fórmula tão procurada pelos alquimistas, é o Mandamento Novo de Jesus: 

"Amai-vos como Eu vos amei. Somente assim podereis ser reconhecidos como meus discípulos, se tiverdes o mesmo Amor uns pelos outros" (Evangelho segundo João, 13: 34 e 35).

Realizava, então, a Proclamação da Pedra Filosofal, ao esclarecer que a transformação dos mais vis metais da Alma acontece pela vivência desse Mandamento de Paz.

Afirmou Zarur: "existe realmente um elixir de longa vida, uma substância genial capaz de transformar todos os metais ordinários da Alma (que são muito mais importantes que os metais da terra) em ouro finíssimo: trata-se do Novo Mandamento de Jesus", trecho publicado por Paiva Netto, presidente-pregador da Religião Divina, nas Sagradas Diretrizes Espirituais da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, volume II, página 199.   

Confira o Tratado do Novo Mandamento de Jesus, reunido pelo Irmão Paiva. 

A Religião do Amor Universal, com essa Proclamação, respondia a anseios tão antigos quanto a própria Humanidade, esclarecendo que a vida e a juventude eternas, bem como a fonte de todas as riquezas, encontram-se acessível a todos, dependendo exclusivamente do exercício individual da Boa Vontade de Deus. Trata-se justamente da vivência do Amor Solidário Divino exemplificado pelo Educador Celeste.

Pedro Rio

    

+ Conheça os 5 segredos que preparamos para você se manter Jovem em qualquer idade!

A expansão da mensagem do Novo Mandamento do Cristo

O Novo Mandamento de Jesus concentra a mensagem vivida pela Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, que em todas as suas ações leva ao mundo a Ordem Suprema do Divino Mestre. E, por meio do trabalho hercúleo de José de Paiva Netto vem demonstrando a universalidade da mensagem do Cristo Ecumênico, Divino Estadista, expandindo-a em ações solidárias, no amparo aos que sofrem, em palestras, publicações e textos — sendo estes destacados por veículos de comunicação no Brasil e exterior; recomendados, inclusive, pela Organização das Nações Unidas (ONU); traduzidos em diversos idiomas; encaminhados aos chefes de Estado e a representantes do setor privado e da sociedade civil.

Sobre a força espiritual e a transformação que a Ordem Suprema de Jesus pode causar em todas as pessoas, povos e nações, define o presidente-pregador da Religião Divina:

"O Espiritualmente Revolucionário Novo Mandamento de Jesus, o Cristo Ecumênico, o Sublime Estadista, é a estrutura de um mundo novo".

No livro Paiva Netto e a Proclamação do Novo Mandamento de Jesus — A saga heroica de Alziro Zarur (1914-1979) na Terra, primeira publicação da Academia Jesus, o Cristo Ecumênico, o Divino Estadista, afirma o autor na página 88: 

"(...) A visão que a Sabedoria imanente do Mandamento Novo do Cristo Ecumênico nos abre torna compreensível o incompreensível; suportável, o insuportável. Por esse motivo é que, no Tratado Universal sobre a Dor*, quando nos referimos à Lei do Cristo, ressaltamos que — se nela nos integrarmos — faremos com que o intolerável se torne tolerável e até a desesperança, esperançosa".

Aprofunde-se ainda mais nesse ensinamento participando das reuniões públicas nas Igrejas Ecumênicas da Religião do Terceiro Milênio. Inclusive, nesse sábado, 07 de abril, estude sobre a Proclamação da Pedra Filosofal na Cruzada do Novo Mandamento de Jesus, Reunião da Comunhão com Deus, a partir das 16h. Confira o endereço mais próximo de você ou ligue: 0300 10 07 940 (custo de ligação local mais impostos).

_________
* Tratado Universal sobre a Dor — Obra lançada pelo escritor Paiva Netto em 1990. 

Avalie este conteúdo