Entenda por que o suicídio traz graves consequências ao espírito

João Carlos de Carvalho
|
23/05/2014 às 20h15 - sexta-feira

Ensina a Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo:"O suicídio não resolve as angústias de ninguém". Já parou para pensar qual é a sua missão neste mundo? E se a morte não encerrar a vida? E se você, ao chegar do outro lado, descobrir que a vida continua e que algo ficou por cumprir na Terra?

NÃO DESISTA DA VIDA! QUEREMOS AJUDAR VOCÊ. FALE CONOSCO!

Shutterstock

A vida é a maior dádiva que recebemos de Deus. Por meio de Suas Leis Espirituais, Ele a concede a nós. No tempo certo, definido antes mesmo de nascermos na Terra, a nossa experiência material chega ao fim e passamos a uma vivência em Espírito, sem a vestimenta da carne, isto é, deixamos o corpo para trás e seguimos vivendo em outras dimensões.

NÃO DESISTA DA VIDA! QUEREMOS AJUDAR VOCÊ. FALE CONOSCO!

+ Conheça comovente história de uma mulher que desistiu de cometer suicídio. Saiba como ela conseguiu ajuda.

Sobre a necessidade de honrarmos a oportunidade extraordinária de evolução que é vida na matéria, ensina o presidente-pregador da Religião do Amor Universal, José de Paiva Netto:
 

"O Ser Humano deve orgulhar-se de existir e lutar infatigavelmente pela Vida. Vencer a si próprio de modo a conquistar, para todo o sempre, a sua dignidade espiritual, ‘o tesouro que o ladrão não rouba, a traça não rói nem a ferrugem consome’ (Evangelho de Jesus, segundo Mateus, 6: 19). Como revela a Sabedoria, vencedor é aquele que vence a si mesmo. Deus, que é Vida, para a Vida o criou. Dizia Napoleão Bonaparte (1769-1821) que a melhor figura de retórica é a repetição. É bom reiterar, pois, esta advertência de Jesus: ‘Deus não é Deus de mortos, mas de vivos. Por não o crerdes, errais muito’. Daí por que, quando o alcança a morte, dela não herda o esquecimento ou o ócio perenes, porém mais e mais Vida... A morte não existe, é um boato. Deus não nos criou para nos matar".

E mais adiante escreve o autor:

"Sucumbem em erro os que buscam o suicídio, pois a parca lhes ofuscará os olhos, que procuraram a escuridão, com mais luz, isto é, mais Vida, a lhes cobrar severas contas de antigos compromissos assumidos. Antes e depois da Vida, há Vida e as incorruptíveis Leis que universalmente a regem".

(Trecho do artigo O Ser humano foi criado para a Vida, publicado no jornal Correio Braziliense, de Brasília/DF, em 24/09/1987).

Todos têm um tempo determinado por Deus para permanecer na Terra, a fim de cumprir uma tarefa, uma missão que é assumida com o Pai Celestial e registrada antes da reencarnação na matéria. Cada pessoa possui uma Agenda Espiritual, traçada com o auxílio de seus Anjos da Guarda. Ao antecipar o regresso ao Mundo Espiritual, cometendo o suicídio, se infringe a Lei da Vida. E as consequências são muito dolorosas para os Espíritos que tomam essa atitude.

NÃO DESISTA DA VIDA! QUEREMOS AJUDAR VOCÊ. FALE CONOSCO!

+ Suicídio nunca é indolor: apoio da família é indispensável na valorização da Vida

+ Hoje, dia 28 de Agosto, é dia Nacional do Voluntário, saiba como a Religião Divina prestigia essa data, também no apoio às pessoas que enfrentam a doença da depressão.

Consequências Espirituais do suicídio

Tomemos como exemplo uma pessoa que estava destinada a viver na Terra até aos 80 anos, mas, aos 50, comete o suicídio. Ela terá de prestar contas dos 30 anos de diferença que lhe faltou cumprir nesta existência material. Durante o período, sentirá as consequências do próprio ato, com muita dor e sofrimento, inclusive com as sequelas em seu perispírito (envoltório semimaterial intermediário entre o corpo e o Espírito), das ações cometidas contra o seu corpo, até a sua completa reabilitação no Mundo Espiritual. Esse processo compreende não apenas o tempo que a pessoa deveria viver no mundo material, mas também o tempo necessário para seu arrependimento, plena recuperação e reequilíbrio de suas forças e energias. Esse período se prolongará também pelo tempo preciso para preparar sua próxima reencarnação, para aprender a valorizar a vida na Terra, e para reparar todas as pessoas feridas e abandonadas no ato do suicídio.

Seja na Terra ou no Céu da Terra — porque “não há morte em nenhum ponto do Universo”, conforme ensinou o proclamador da Religião do Amor Universal, o saudoso Irmão Alziro Zarur (1914-1979)— todos temos uma missão a cumprir, na qual estão inseridas as pessoas com as quais convivemos. Como não deixamos de existir pelo advento da morte, nossos compromissos, faltas, sofrimentos continuam (com um grau de tormenta incalculável para nós que estamos na Terra) até que sejam resolvidos e superados, daí ter Zarur também afirmado que: “O suicídio não resolve as angústias de ninguém”.

+ Conheça a Radionovela "Memórias de um Suicida". Trazendo muitos ensinamentos sobre o Mundo Espiritual, é uma história verídica de um Espírito que enfrentou as graves consequências do suicídio.

NÃO DESISTA DA VIDA! QUEREMOS AJUDAR VOCÊ. FALE CONOSCO!

Insira o nome de quem você ama em nosso Livro de Preces:

 

 

Shutterstock

A infração não se restringe ao ato derradeiro de pôr fim à vida. São também considerados como suicidas os danos causados pela pessoa (de forma consciente ou inconsciente) ao seu organismo, por causa de vícios, descuidos com a saúde, uso de drogas, entre outros comportamentos de risco, que acabam por reduzir o tempo de permanência no mundo material. É importante lembrar constantemente que nada neste mundo está perdido. Como afirma o Profeta Jeremias, no livro das Lamentações: "As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos; porque as Suas misericórdias não têm fim. Se renovam em cada manhã" (Antigo Testamento, Lamentações, 3: 22 e 23). Jamais nos esqueçamos disso. Não devemos desistir da Vida e ela acenará para nós, em dias mais felizes, posto que a nossa perseverança em Jesus é a razão direta da vitória de todos nós.

+ Problemas financeiros não são motivos para o suicídio. A vida sempre vale a pena!

Tenhamos sempre em mente esse ensinamento do educador Paiva Netto: “O segredo da vida é, amando a vida, saber preparar-se para a morte ou Vida Eterna”. Por isso, valorizemos a Vida, cuidemos dela e aproveitemos a oportunidade desta existência. O Divino Mestre nos deixou o grande exemplo a ser seguido: enfrentou e venceu o mal e o sofrimento por Amor a nós, Seus filhos. É Ele mesmo quem afirma: “Aquele que perseverar até o fim, será salvo” (Evangelho, segundo Mateus, 24: 13).

Por isso, precisamos orar pelas Almas dos nossos irmãos que deixaram esta existência de forma tão trágica. O poder da Prece irá contribuir para sua recuperação no Mundo Espiritual e também irá fortalecer o Amor e o Perdão dos parentes e amigos que prosseguem em sua jornada na Terra.

NÃO DESISTA DA VIDA! QUEREMOS AJUDAR VOCÊ. FALE CONOSCO!

Encontre estes e muitos outros esclarecimentos, assim como o conforto espiritual, na Religião do Terceiro Milênio. Consulte o endereço da Igreja Ecumênica da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo mais próxima de sua casa. Para outras informações, ligue: 0300 10 07 940 (custo de uma ligação local mais impostos).
 

Avalie este conteúdo