SOBRE NÓS

Origem

Arquivo

Proclamação da Religião de Deus, feita por Alziro Zarur, em 7 de outubro de 1973, na cidade de Maringá/PR.


Foi na cidade de Maringá/PR, Brasil, em 7 de outubro de 1973, que Alziro Zarur (1914-1979) proclamou a Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, hoje presidida pelo jornalista, radialista, escritor e compositor Paiva Netto, que a registrou oficialmente em 19 de dezembro de 1983. 

Tem, por alicerce, o Novo Mandamento do Divino Mestre, conforme esclareceu Alziro Zarur ao realizar a Proclamação do Amor de Deus, em 5 de setembro de 1959: “Deus é Amor, Jesus já o tinha dito. Mandando que nos amássemos tanto quanto Ele nos amou; dizendo que nos amou exatamente tanto quanto ama o Pai Celestial, nos deu um código de que faremos a nossa Religião, a Verdadeira Religião – A RELIGIÃO que o próprio Jesus fundou e instituiu há quase dois mil anos (...) Aqui está a NOSSA RELIGIÃO: a do Amor Universal, a do Amor de Deus para todos os Seus filhos através do Cristo: AMAI-VOS COMO EU VOS AMEI”.

A Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo

Trata-se de uma religião cristã universalista, que, a partir da sua compreensão de Jesus, propõe ao mundo a vivência do Ecumenismo. Por isso, acolhe, indistintamente, quem nela procura o alento necessário e a educação espiritual.

Em essência, tem a tarefa precípua de levar esclarecimento e conforto espiritual a todos os povos e nações, a partir do exemplo de vida e dos ensinamentos de Jesus em Seu Evangelho-Apocalipse, como base de toda sua pregação e ações. É, na definição de Paiva Netto, “uma Escola Espiritual Divina de Iniciação nas coisas eternas, de portas abertas para todos”.

É, portanto, de uma concepção de Paz, que compreende e afirma que todas as áreas do saber espiritual humano, quando integrados no propósito de Solidariedade Universal e de compromisso com o Bem comum, existem para favorecer as criaturas no exercício do Amor, ou seja, para que todos aprendam a amar-se uns aos outros.

Por isso, “a Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo não surgiu para conflitar com outras louváveis crenças”, conforme explica Paiva Netto. A Religião do Terceiro Milênio compreende que todas as honradas tradições religiosas também provêm de Deus, por isso, põe-se ao lado de todos os movimentos religiosos e filosóficos que se dedicam ao ser humano, na busca de Deus e da vivência de Suas Leis de Amor e Justiça Divina, que regem o Universo.

Ao trazer em seu nome a identidade universal do Criador, a Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo diretamente apresenta seu propósito de propagar o Amor de Deus em benefício de Suas criaturas, visto que compreende Deus como o Pai Celestial, reconhece Jesus como o Filho Unigênito do Pai e o Espírito Santo como o Secretariado Celeste, que cumpre as determinações do Cristo, no amparo à Humanidade.

Vale destacar que as expressões “Religião do Amor Universal”, “Religião do Terceiro Milênio” e “Religião Divina” são referentes e equivalentes à denominação “Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo”.

Nosso referencial

Jesus, o Cristo Ecumênico, o Divino Estadista.


 

Jesus, o Cristo Ecumênico, o Divino Estadista

Ensinou o Profeta Divino, em Seu Evangelho, segundo João, 10º:14 a 16:

14 Eu sou o Bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e por elas sou conhecido.

15 Assim como o Pai me conhece a mim, também Eu conheço o Pai e dou a minha própria vida pelas ovelhas.

16 Ainda tenho outras ovelhas que não são deste aprisco [rebanho]; a mim me convém conduzi-las, e elas ouvirão a minha voz; então, haverá um só rebanho para um só Pastor.

Apresentamos este conceito criado pelo presidente-pregador da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, José de Paiva Netto, durante histórica entrevista que concedeu, em 1989, ao produtor de documentários da TV polonesa, então vice-presidente da Associação Universal de Esperanto, jornalista Roman Dobrzyński. Na ocasião, Roman, analisando a missão do Templo da Boa Vontade (TBV), o Templo do Ecumenismo Divino, que Paiva Netto inauguraria no dia 21 de outubro daquele ano, em Brasília/DF, Brasil, arguiu o dirigente da Religião do Amor Universal sobre como podia pregar o Ecumenismo Irrestrito falando em Jesus.

Paiva Netto, então, discorreu acerca do tema, resumindo décadas de pregação dele a respeito de assunto tão fundamental da doutrina da Religião do Terceiro Milênio: “Uma das grandes tarefas da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, meu caro Roman, é dessectarizá-Lo, pois Jesus é o Cristo Ecumênico, portanto, universal. (...) O Divino Mestre não é limitado. Ele é o Ideal Celeste de Humanidade, Amor, Solidariedade, Justiça e Compaixão para todos os seres espirituais e humanos. Jesus é uma conquista diária para os que têm sede de Saber, de Misericórdia, de Fraternidade, de Generosidade, de Liberdade e Igualdade, segundo a Lei Universal da Reencarnação. Jesus, em Si mesmo, não constitui fator de rancores e guerras. Pregou, com o Seu Novo Mandamento — ‘Amai-vos como Eu vos amei. Somente assim podereis ser reconhecidos como meus discípulos’ (Evangelho, segundo João, 13:34 e 35) —, o Amor elevado à enésima potência. O que as criaturas terrenas fizeram com a Sua Mensagem é criação reducionista delas (...). Revelar o excelso significado do Seu Evangelho e do Seu Apocalipse, sem odiosa intolerância, ou seja, em Espírito e Verdade, à luz do Seu Novo Mandamento de Amor Fraternal, é um destacado serviço que a Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo está prestando à sociedade do mundo (...)”.

Cabe destacar que Roman se tornou admirador e divulgador desse Ideal de Boa Vontade, constantemente encaminhando à Religião do Amor Universal histórias e experiências vivenciadas quando de suas palestras e aulas em diversos lugares do globo, entre estas as ministradas na Universidade de Pequim, na China.

Fundação

Carl Bloch


Registra Paiva Netto, em Diretrizes Espirituais da Religião de Deus, volume III, página 256, item VIII, as palavras de Alziro Zarur:

“Jesus ensinou aos Seus discípulos que ‘Deus é Amor’. Seu Novo Mandamento é o Amor Divino Humanizado. Ora, ao nos trazer o Mandamento dos mandamentos, o Cristo fundou a Religião do Amor de Deus, que é toda a alma da Quarta Revelação, para a sagrada pessoa humana”.

 

Definição


Religião do Amor Universal

Alziro Zarur (1914-1979)
 

A Religião do Terceiro Milênio,
a Religião de Deus, do Cristo
e do Espírito Santo,
é mais que toda a Religião:
é toda a Ciência,
é toda a Filosofia,
é toda a Política
e toda a Moral,
todo o progresso humano,
unido ao progresso de todos
os mundos, de todas
as Humanidades Siderais —
o Amor Universal
na apoteose ao 
Criador Onipotente,
Onisciente e Onipresente,
o nosso Deus, o nosso Pai!
 

Supremo Objetivo

Supremo Objetivo: preparar os caminhos da Volta Triunfal de Jesus ao planeta Terra¹, que Ele fundou², com a formação do Seu Rebanho Único³, e efetivar, ampliando sempre, sua Campanha Permanente de Valorização do Espírito Eterno do ser humano — raiz do verdadeiro progresso das criaturas terrenas, porque a reforma do social vem pelo espiritual —, no cumprimento de sua 

__________________________________________________________________

*1 Volta Triunfal de Jesus ao planeta Terra — “Não vos deixarei órfãos. Eu voltarei” (Evangelho do Cristo, consoante João, 14:18).

*2 Ele fundou — “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por Ele, e nada do que se fez foi feito sem Ele: Cristo Jesus” (Evangelho, segundo João, 1o:1o a 3o).

*3 Rebanho Único — “Ainda tenho outras ovelhas, que não são deste aprisco. A mim me convém conduzi-las. Elas ouvirão a minha voz. Então, haverá um só Rebanho para um só Pastor” (Evangelho do Cristo, segundo João, 10:16).
 

Missão Precípua


Missão Precípua, que é o esclarecimento espiritual, com a consequente salvação das Almas para Deus, pelo conhecimento da Verdade e da prática da Caridade, aliadas no exercício da Fé Realizante, ou Caridade do Novo Mandamento, que se firma no binômio Verdade e Caridade, estabelecido por Zarur.
 

Alziro Zarur


Alziro Zarur (1914-1979), saudoso proclamador da Religião de deus, do Cristo e do Espírito Santo.

Alziro Abraão Elias David Zarur (1914-1979)

Proclamador da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo.

Nasceu na cidade do Rio de Janeiro/RJ, Brasil, no Natal de Jesus de 1914. Jornalista, radialista, escritor e poeta, fundou a Legião da Boa Vontade (LBV), em 1º de janeiro de 1950, e brilhantemente presidiu-a até a sua passagem para o Plano Espiritual, em 21 de outubro de 1979, sendo sucedido por José Simões de Paiva Netto. Polêmico e carismático, de forma popular e inovadora era pregador entusiasta do Evangelho e do Apocalipse de Jesus, mas não “ao pé da letra que mata” (Segunda Epístola de Paulo aos Coríntios, 3:6), contudo, em Espírito e Verdade à luz do Novo Mandamento do Cristo Ecumênico. Zarur foi também o grande Proclamador do Ecumenismo Irrestrito no mundo, tese que já sustentava desde a sua adolescência, quando lançou os fundamentos da Cruzada de Religiões Irmanadas, uma antecipação do relacionamento inter-religioso.

Proclamou, em 7 de outubro de 1973, em Maringá, Estado do Paraná, Brasil, a Religião de Deus, Religião do Amor Universal, Religião do Terceiro Milênio, que definiu assim: “A Religião do Terceiro Milênio, a Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, é mais que toda a Religião: é toda a Ciência, é toda a Filosofia, é toda a Política e toda a Moral, todo o progresso humano, unido ao progresso de todos os mundos, de todas as Humanidades Siderais — o Amor Universal na apoteose ao Criador Onipotente, Onisciente e Onipresente, o nosso Deus, o nosso Pai!”. 

Paiva Netto fez colocar essa magnífica definição de Alziro Zarur em um belíssimo painel em mármore com letras em bronze, na concorrida Galeria de Arte do Templo da Boa Vontade, em Brasília/DF, Brasil. O conceito foi traduzido para diversos idiomas. Esse monumento, o mais visitado do Distrito Federal, foi erguido e fundado por Paiva Netto, sucessor de Alziro Zarur, em 21 de outubro de 1989. Zarur proclamou, em 7 de setembro de 1959, na cidade de Campinas/SP, Brasil, o Novo Mandamento de Jesus, que se encontrava praticamente esquecido na Bíblia Sagrada, demonstrando, entre outras coisas, o seu Sentido Prático e o seu Sentido Oculto.

Documentário biográfico celebra o centenário de nascimento de Alziro Zarur 

O dia 21 de outubro marca a volta do saudoso fundador da Legião da Boa Vontade, Alziro Zarur (1914-1979), ao Mundo Espiritual. A construção do Templo da Boa Vontade (TBV) na mesma data, dez anos depois, foi uma homenagem ao poeta, radialista e jornalista. E, em 2014, em seu centenário de nascimento, que se completará a 25 de dezembro, a Boa Vontade TV* produziu um documentário biográfico celebrando a vida e a obra desse grande brasileiro de Boa Vontade.

Confira neste vídeo os fatos da infância, da juventude, o olhar atento às lições de Jesus, o Educador dos Povos, a Ordem Espiritual para a criação da Legião da Boa Vontade e os laços fraternos com seu amigo e sucessor José de Paiva Netto, que fielmente preservou a memória de Zarur e, com brilhantismo, continuou essa obra solidária que salva vidas e almas para Deus.


 

Paiva Netto

Eduardo Izaias
José de Paiva Netto, presidente-pregador da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo.



José Simões de Paiva Netto

Presidente-Pregador da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo.

José de Paiva Netto, escritor, jornalista, radialista, compositor e poeta, nasceu em 2 de março de 1941, no Rio de Janeiro/RJ, Brasil. É diretor-presidente da Legião da Boa Vontade (LBV), membro efetivo da Associa­ção Brasileira de Imprensa (ABI), da Associação Brasileira de Imprensa Internacional (ABI-Inter). Filiado à Fe­­de­ra­ção Nacional dos Jornalistas (Fenaj), à International Federation of Journalists (IFJ), ao Sindicato dos Jornalistas Profissio­nais do Estado do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Escri­tores do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Radialistas do Rio de Janeiro e à União Brasileira de Compositores (UBC). Integra também a Academia de Letras do Brasil Central.

A sua infância e juventude foram marcadas por uma preocupa­ção incomum com temas espirituais, filosóficos, educativos, sociais, políticos, científicos e econômicos, além de um profundo senso de auxílio aos necessitados.

Estudou no tradicional Colégio Pedro II, na capital fluminense, do qual recebeu o título de Aluno Eminente, sendo homenageado com placa de bronze na sede desse conceituado Colégio-Padrão. Em 1956, ainda adolescente, iniciou sua jornada vitoriosa ao lado do saudoso fun­dador da Instituição, o pensador, jornalista, radialista, escritor, poeta brasileiro Alziro Zarur (1914-1979). Foi um de seus principais assessores durante quase um quarto de século. Para se dedicar totalmente à LBV, abandonou sua vocação para a Medicina. Mais tarde, tornou-se secretário-geral da Legião da Boa Vontade (cargo equivalente ao de vice-presidente) e, com o falecimento de Zarur, sucedeu-o.

À frente da Legião da Boa Vontade desde 1979, multiplicou os programas de Promoção Humana, Social e Educacional da Instituição, por exemplo, com suas escolas-modelo, as quais servem para projetos ainda maiores, a que ele se tem dedicado há bastante tempo: a reedu­cação com Espiritualidade Ecumênica, consubstanciada na Pedagogia da Boa Vontade, que propõe um modelo novo de aprendizado, aliando Cérebro e Coração. Ela possui fundamentalmente dois segmentos: Pedagogia do Afeto e Pedagogia do Cidadão Ecumênico. 

A LBV foi a primeira organização do Terceiro Setor do Brasil a associar-se ao Departamento de Informação Pública das Nações Unidas (DPI), a partir de 1994. Em 1999, tornou-se também a primeira associação civil brasileira a conquistar na ONU o status consultivo geral no Conselho Econômico e Social (Ecosoc). E, em 2000, passou a integrar a Conferência das ONGs com Relações Consultivas para as Nações Unidas (Congo), em Viena, na Áustria.

Em 21 de outubro de 1989, Paiva Netto fundou, em Brasília/DF, capital do Brasil, o Templo da Boa Vontade (TBV), com a presença de mais de 50 mil participantes. O TBV é o polo do Ecumenismo Irrestrito, que preconiza a conciliação de todas as criaturas e povos da Terra, e do Ecumenismo Total, que proclama a urgente necessidade da comunhão entre a Humanidade da Terra e a Humanidade do Céu. Por isso, é conhecido também como o Templo dos Espíritos Luminosos ou das Almas Benditas, pois, afinal, os mortos não morrem. O TBV, admirado ainda pela arquitetura arrojada, que reflete sua Espiritualidade universalista, é considerado a maior construção em forma de pirâmide do século 20 pelo tradicional Diário de Notícias, de Lisboa, Portugal. Também por iniciativa de Paiva Netto, foi fundado, em 1994, no Natal de Jesus, ao lado do Templo da Paz, na presença de mais de 100 mil pes­soas, o Parlamento Mundial da Fraternidade Ecumênica, o ParlaMundi da LBV, obra que integra o conjunto arquitetônico mais visitado de Brasília (na Quadra 915 Sul), segundo a Secretaria de Estado de Turismo do Distrito Federal (Setur), que já recebeu desde que abriu suas portas mais de 20 milhões de peregrinos.

Para propagar a Cidadania Espiritual (conceito preconizado por ele), Paiva Netto criou a Super Rede Boa Vontade de Rádio (Super RBV), a Boa Vontade TV, a Rede Educação e Futuro de Televisão, a TV Ecumenismo, além das revistas Jesus Está Chegando! e BOA VONTADE.

É autor de vários best-sellers, com mais de 4 milhões de livros vendidos, e tem artigos publicados em importantes jornais e revistas no mundo todo, por exemplo: Diário de Notícias, Jornal de Coimbra, O Comércio de Gaia, Campeão das Províncias, O Primeiro de Janeiro, Notícias de Gaia, Voz do Rio Tinto, Grande Porto, Jornal da Maia, Diário do Minho, Correio da Manhã, Maia Hoje, Festival Jornal, O Público, O Comércio do Porto, Jornal de Notícias, Jornal de Gaia, Jornal de Viseu (Portugal); Time South, Jeune Afrique, African News (África); Daily Post, Business Week, Link (EUA); Clarín, Noticeiro Vecinal (Argentina); Jornada, El Diário (Bolívia); ABC Color, El Diario Notícias, La Nación, Diario Popular (Paraguai); El Pais, Tiempo e Diario Regional de La Mañan (Uruguai); El Universal (México); e da International Business and Management, além de outros importantes veículos do Brasil e do exterior.

Sobre esse aspecto de sua personalidade, o escritor norte-americano Errol Lincoln Uys observou: “Paiva Netto, sendo um homem prático, não deixa de ter alma de poe­ta”.

Segundo a definição do eminente professor, jurisconsulto e tratadista José Cretella Júnior, “é um exímio estilista, sempre em dia com as novas”. E, na opinião do mestre de professores Moacir C. Lopes (1927-2010), “é um escritor de muito talento”.

Em 2017, completa 61 anos a serviço da causa da Boa Vontade.

Diretrizes

O papel da Religião

Disse Jesus:

"Conhecereis a Verdade [de Deus], e a Verdade [de Deus] vos libertará". (Evangelho, segundo João, 8:32.)

 

 

No artigo “Religião não rima com intolerância”, Paiva Netto descreve o espírito de Fraternidade Ecumênica que muito bem define o sentido de religião. O texto — compilado a partir de improvisos dele, proferidos na década de 1980 — foi publicado em centenas de jornais, revistas e sites, além de ter sido divulgado em emissoras de rádio e TV, no Brasil e no exterior. Na página oficial do escritor, o conteúdo encontra-se traduzido para vários idiomas. A seguir, um trecho dele:

“Na Folha de S.Paulo, década de 1980, arguido por um leitor, ponderei que não vejo Religião como ringues de luta livre, nos quais as muitas crenças se violentam no ataque ou na defesa de princípios, ou de Deus, que é Amor, portanto, Caridade, e que, por isso, não pode aprovar manifestações de ódio em Seu Santo Nome nem precisa da defesa raivosa de quem quer que seja. Alziro Zarur (1914-1979) dizia que ‘o maior criminoso do mundo é aquele que prega o ódio em nome de Deus’.

“Compreendo Religião como Fraternidade, Generosidade, Solidariedade, Respeito à Vida Humana, Iluminação do Espírito, que todos somos. Entendo Religião como algo dinâmico, vivo, pragmático, altruisticamente realizador, que abre caminhos de luz nas Almas, e que, por essa razão, deve estar na vanguarda ética. Não a vejo como coisa abúlica, nefelibata, afastada do cotidiano de luta pela sobrevivência que sufoca as massas. Não a entenderia, se não atuasse também de modo sensato na transformação das realidades tristes que ainda atormentam os povos. Esses, cada vez mais, andam necessitados de Deus, que é antídoto para os males espirituais, morais e, por consequência, os sociais, incluídos o imobilismo, o sectarismo e a intolerância degeneradores, que obscurecem o Espírito das multidões. (...) E, de maneira alguma, devem-se excluir os ateus de qualquer providência que venha beneficiar o mundo.

“Religião, como sublimação do sentimento, é para tornar o ser humano melhor, integrando-o no seu Criador, pelo exercício da Fraternidade e da Justiça entre as Suas criaturas. O Pai Celestial é fonte inesgotável de Sabedoria e Entendimento, quando não compreendido como caricatura, estereótipo, ódio, vingança, porquanto “Deus é Amor” (Primeira Epístola de João, 4:8), sinônimo de Caridade.”

Ecumenismo

Shutterstock


Disse Jesus:

“Vinde a mim todos vós que estais exaustos e oprimidos, e Eu vos aliviarei” (Evangelho, segundo Mateus, 11:28).

A Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo proclama e vivencia o Ecumenismo no sentido mais preciso do termo: “Já lhes expliquei que, em meus escritos, emprego o termo ecumênico (vem do grego oikoumenikós) no seu sentido etimológico: ‘toda a terra habitada’ e ‘de escopo ou aplicabilidade mundial; universal’” conforme explica o presidente-pregador da Religião Divina, que acrescenta: “Quando falamos em ecumenismo, queremos dizer universalismo, fraternidade sem fronteiras, solidariedade mundial, visto que entendemos a Humanidade como uma família. E não existe uma só em que todos possuem o mesmo comportamento. Cada um é um cosmos independente, o que não implica que esses ‘corpos celestes’ tenham de esbarrar uns nos outros”.

Neste sentido, o Ecumenismo proclamado pela Religião Divina tem como fundamento as lições de Jesus. É por acreditar no Cristo que a Religião do Terceiro Milênio compreende que não é preciso despersonalização para que haja a convivência fraterna entre todos. Diverso do pensamento eclético, não é uma simples junção de partes ou reunião de distintas correntes de pensamento, mas verdadeiro acolhimento de todos, sem segregação, pela consolidação da Paz.

Contribuição ecumênica

Arquivo LBV

Em 7 de janeiro de 1950, Alziro Zarur comanda a primeira reunião ecumênica da Legião da Boa Vontade, a Cruzada de Religiões Irmanadas, pela qual pioneiramente preconizava o interrelacionamento religioso. Ela foi realizada no Salão do Conselho da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), no Rio de Janeiro, RJ, da qual Leopoldo Machado foi um dos oradores. Na foto superior, ao lado direito de Zarur, que aparece em pé, Teles da Cruz (Catolicismo), à esquerda Murilo Botelho (Esoterismo) e Ascânio Farias (Positivismo).


Com este propósito do entendimento de todos pelo bem de todos, a Religião Divina vem promovendo ações práticas desde a década de 1940, quando Alziro Zarur realizou (em outubro, novembro e dezembro de 1949), na sala da diretoria da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), no Rio de Janeiro/RJ, as reuniões preparatórias para a primeira Cruzada de Religiões Irmanadas, um gesto pioneiro do que viria a ser denominado diálogo inter-religioso no Brasil, cujo primeiro encontro ocorreu em 7 de janeiro de 1950, no salão do Conselho da ABI.

“Os Quatro Pilares do Ecumenismo”

Escreve Paiva Netto:

“Ecumenismo Irrestrito e Ecumenismo Total [expressões criadas por Alziro Zarur e desenvolvidas por  PaivaNetto]

“O Ecumenismo Irrestrito prega o perfeito relacionamento entre todas as criaturas da Terra. O Ecumenismo Total preconiza a fraterna aliança da Humanidade da Terra com a do Mundo Espiritual Superior e com qualquer civilização que possa haver no Espaço. Por que não?! Todo o Universo está aí para que apenas o fiquemos (à exceção dos astrônomos, pensadores e poetas) ociosamente apreciando?! E olhe lá, quando nos lembramos de erguer os olhos para ele... Seria pretensão de nossa parte admitir a impossibilidade da existência de outras formas de vida no Cosmos. Outro ponto: nem tudo (ou todos) que lá por fora exista tem por obrigação parecer conosco. Quando o ser humano isso compreender, estará mais apto a vivenciar as outras duas etapas: Ecumenismo dos Corações e Ecumenismo Divino.

“Ecumenismo dos Corações e Ecumenismo Divino [são definições grafadas por Paiva Netto e por ele elucidadas]

“O Ecumenismo dos Corações é aquele que nos convence a não perder tempo com ódios e contendas estéreis, mas a estender a mão aos caídos, pois se comove com a dor; tira a camisa para vestir o nu; contribui para o bálsamo curativo do que se encontra enfermo; protege os órfãos e as viúvas, como ensina Jesus, no Evangelho, segundo Mateus, 10:8; e sabe que a Educação com Espiritualidade Ecumênica tornar-se-á cada vez mais fundamental para o progresso dos povos, porque Ecumenismo é Educação aberta à Paz; para o fortalecimento de uma nação (não para que domine as outras). (...) Ao passo que o Ecumenismo Divino é o contato socioespiritual entre a criatura e seu Criador. (...) Portanto, falo da universalização do ser humano que se integra na sua origem divina, tornando-se o Homem-Vertical, quer dizer, o Homem-Espiritual, ou mais: o Homem-Espírito. É o fim do império da matéria, pela pura e simples compreensão de que ela não existe (porquanto o próprio átomo é cheio de espaços vagos) — embora assim talvez não o seja em outras frequências a ser mais bem investigadas ou, mesmo, descobertas. Um desafio à instigante mecânica quântica. Daí eu já ter afirmado que matéria também é Espírito.”

Sobre essa importante afirmação de Paiva Netto, leia mais a respeito no livro Reflexões da Alma, do escritor Paiva Netto (página 142, 167a edição).

A eternidade da vida

shutterstock


“Ora, Deus não é Deus de mortos, e, sim, de vivos; porque para Ele todos vivem” (Jesus, o Cristo de Deus, no Seu Evangelho, segundo Lucas, 20:38).

A Religião do Terceiro Milênio esclarece que a vida é eterna, conforme ensinou o Divino Mestre, em Seu Evangelho, com Seu próprio testemunho ao ressuscitar, esclarecendo que a morte não acaba com a vida. Sobre o assunto, escreveu Paiva Netto: “A morte não é o término da existência humana. Como dizia o saudoso Proclamador da Religião do Amor Universal, Alziro Zarur, ‘ela não existe em nenhum ponto do Universo’. Realmente, porque nem o cadáver está morto. Ao desfazer-se, libera bilhões de formas minúsculas, que vão gerar outras maneiras de existir”. Ainda acerca do tema, o Presidente-Pregador da Religião do Amor Fraterno, em seu livro Somos todos Profetas (que integra a coleção “O Apocalipse de Jesus para os Simples de Coração”, a qual já alcançou a expressiva marca de mais de 6,5 milhões de livros vendidos), destacou: “Tenhamos, pois, o equilíbrio como objetivo. Contudo, o Espírito não pode ser, de forma alguma, menosprezado, porque, para argumentar, podemos dizer — estamos corpo, mas somos Espírito”. E em seu livro O Sentido da Paixão no Final dos Tempos, o Presidente-Pregador da Religião Divina afirma que “o Espírito não morre. Por isso somos imortais. Fomos criados à imagem e semelhança de Deus, em Espírito, porque Deus é Espírito”.

Espiritualidade Ecumênica

Ensinou Jesus à samaritana junto ao poço de Jacó: “Deus é Espírito” (Evangelho, segundo João, 4:24).

O termo Espiritualidade remete a fatos e/ou ações que transcendem a compreensão meramente material, cujo mecanismo se encontra na dimensão do Espírito — a realidade vital que antecede e prepondera sobre a vida física.

Num passo avançado desse conceito, encontramos a Espiritualidade Ecumênica, conceituada por José de Paiva Netto, Presidente-Pregador da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo. Trata-se da experiência universalista, vivida a partir do sentimento de religiosidade que nasce com os indivíduos e do congraçamento das diferentes crenças e filosofias. Isso quer dizer que, tanto no aspecto espiritual quanto no social, o Universalismo, que tem origem em Deus, que é Amor Fraterno, rege as relações entre as criaturas espirituais e humanas, independentemente das convicções religiosas ou não religiosas que elas professem.

Pregação ecumênica

Esclarece Paiva Netto:  “Quando o Celeste Taumaturgo determinou a Seus Discípulos o ‘Ide e pregai’, não ordenou que falassem apenas aos negros, ou somente aos brancos, amarelos, mestiços, a essa ou àquela nacionalidade. Não! Ele mandou que fosse ‘anunciado o Reino de Deus’ a todo o mundo, a toda criatura. Prova de que Jesus era ecumênico (preocupado em levar a palavra do Bem a todos os cantos da Terra). Ele não considerava segmento humano algum salvo ou perdido. Cada um é que se define no seu caminho. Deus nos concedeu a liberdade, o livre-arbítrio. É um democrata por excelência. Agora, o uso indevido que dessa condição fizermos resultará nas consequências boas ou más para a nossa vida. Não me canso de repetir: livre-arbítrio pressupõe responsabilidade.”

Destaca Alziro Zarur: “A RELIGIÃO DO NOVO MANDAMENTO, cuja orientação universal pertence a Deus, ao Cristo e ao Espírito Santo, tem por base o Evangelho e o Apocalipse de Jesus, em Espírito e Verdade, e por finalidade a pregação desse Evangelho e desse Apocalipse sem o véu da letra que mata, de modo a tornar acessíveis, a todas as criaturas humanas, os ensinamentos cristãos universalistas.”

Apocalipse

Em Jesus, o Profeta Divino, página 47, Paiva Netto escreve: “O Apocalipse não foi feito para apavorar com os caminhos obs­curos do mistério, mas para iluminar as estradas da nossa vida, porque Apocalipse significa Revelação. E, como é Revelação, mostra-nos o que estava oculto. E, se descobrimos o que estava encoberto, perdemos o temor das coisas. O desconhecimento é o pai e a mãe da ignorância, a geradora do medo”.

Sobre a pregação ecumênica do Apocalipse de Jesus, realizada pela Religião do Terceiro Milênio, destacamos essas palavras de Paiva Netto em As Profecias sem Mistério, versão pocket, página 45: “Jesus quer salvar, não flagelar. Os que acompanham nossa palavra no rádio e na TV, e nossos artigos pela imprensa já entenderam que a preocupação fundamental de Jesus no Apocalipse, opostamente ao que julgam alguns, não é flagelar as criaturas, mas salvá-las, admoestando-as para que não sejam vitimadas pelos fatos ali anunciados e que são criações da própria Humanidade, não castigos de um deus sem entranhas. Estarão, assim, alertadas a respeito do Divino Acontecimento, a Volta Triunfal do Cristo, que é o que de mais importante apresenta o Livro Profético. É uma excelente notícia”.

Proclamações

Apocalipse de Jesus

Arquivo
Proclamação do Apocalipse de Jesus, realizada por Alziro Zarur (1914-1979), na cidade de Ribeirão Preto/SP, em 1º de outubro de 1972.


Realizada por Alziro Zarur em 1º de outubro de 1972 na cidade de Ribeirão Preto/SP. Sua mensagem foi publicada por Paiva Netto no Livro de Deus, no primeiro volume de Diretrizes Espirituais da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo e em Somos todos Profetas.

Pregação Fraterna e Ecumênica

A pregação da Religião Divina tem início no rádio, no final da década de 1940, com Alziro Zarur apresentando o Apocalipse e o Evangelho de Jesus aos ouvintes, um gesto pioneiro na comunicação brasileira.

Paiva Netto, grande estudioso das Profecias Finais e continuador da obra de Zarur, tem se dedicado a desenvolver e expandir o conhecimento do significado do Apocalipse do Divino Mestre, acabando com o medo que em torno do tema.

Autor de séries radiofônicas e televisivas sobre as Profecias de Jesus, vem desvendando com o povo os “mistérios” da Revelação do Cristo de Deus. Destacamos: O Apocalipse de Jesus, para os Simples de Coração e Apocalipse para o Povo, que são veiculadas pela Super Rede Boa Vontade de Rádio e pela Boa Vontade TV.

A partir de estudos e análises aprofundadas, na famosa série radiofônica O Apocalipse de Jesus para os Simples de Coração (que foi veiculada pela primeira vez de outubro de 1990 a fevereiro de 1992 – ao todo, são mais de 450 programas na série que continua sendo campeã de audiência), escreveu a coleção de mesmo nome, que já vendeu mais de 3 milhões de exemplares. O mais recente lançamento é o livro Jesus, a Dor e a origem de Sua Autoridade — O Poder do Cristo em nós.

Boa Vontade de Deus

Realizada por Alziro Zarur em 4 de março de 1949 na cidade do Rio de Janeiro/ RJ. Foi reconhecida como uma Proclamação trazida ao mundo pela Religião do Terceiro Milênio. Paiva Netto fez publicar seu conteúdo (dito de improviso por Zarur), no Livro de Deus e no primeiro volume da coleção Diretrizes Espirituais da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo.

Centro Espiritual Universalista, o CEU da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo

Realizada por Alziro Zarur em 5 de outubro de 1969 na cidade do Rio de Janeiro/RJ. A íntegra de seu texto foi publicada por Paiva Netto no Livro de Deus e no segundo volume das Diretrizes Espirituais da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo.

Educação da Mediunidade com Espiritualidade Ecumênica

Majestade de Jesus — O Cristo de Deus

Realizada por Alziro Zarur em 1971. Paiva Netto fez constar seu texto no Livro de Deus e no primeiro volume das Diretrizes Espirituais da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo.

Cristo Ecumênico, o Divino Estadista

Pedro Altair Rúbio
Na foto, registro da Proclamação de Jesus como "o Cristo Ecumênico, o Divino Estadista", realizada por Paiva Netto.


Realizada por Paiva Netto a 30 de dezembro de 1989 no Templo da Boa Vontade (TBV), na cidade de Brasília/DF. Seu conteúdo está publicado no volume segundo de Diretrizes Espirituais da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo.

Jesus Vivo!

Realizada por Paiva Netto em 1º de abril de 1983 na cidade de Salvador/BA. Neste dia, o Presidente-Pregador da Religião do Terceiro Milênio declara 1º de abril o Dia da Verdade. O conteúdo desta Proclamação se encontra publicado no Livro Jesus, que ele lançou nesse mesmo dia, com o LP Negrada — Jesus, o Grande Libertador, e no livro O Sentido da Paixão no Final dos Tempos.

Novo Mandamento de Jesus

Arquivo BV
A multidão saúda Alziro Zarur, a 7 de Setembro de 1959, no antigo Hipódromo do Bonfim, em Campinas/SP, hoje Praça Legião da Boa Vontade, durante a Proclamação do Novo Mandamento de Jesus.


Realizada por Alziro Zarur em 7 de setembro de 1959 na cidade de Campinas/SP, no Hipódromo do Bonfim, atual Praça Legião da Boa Vontade. Paiva Netto a publicou no Livro de Deus e, em homenagem ao seu cinquentenário, reuniu seus escritos afins na primeira publicação da Academia Jesus, o Cristo Ecumênico: Paiva Netto e a Proclamação do Novo Mandamento de Jesus – A saga heroica de Alziro Zarur (1914-1979) na Terra.

Pedra Filosofal

Realizada por Alziro Zarur em 7 de abril de 1973 na cidade de São Paulo, SP. Sua mensagem foi publicada por Paiva Netto no Livro de Deus e no segundo volume de Diretrizes Espirituais da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo.

Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo

Realizada por Alziro Zarur em 7 de outubro de 1973 na cidade de Maringá/PR. Seu conteúdo foi publicado por Paiva Netto no Livro de Deus e no terceiro volume de Diretrizes Espirituais da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo.

Ambientes

Templo da Boa Vontade (TBV) — Um teto para a Humanidade

José Gonçalo
O Templo da Boa Vontade (TBV) é considerado o monumento mais visitado da capital brasileira, segundo dados oficiais da Secretaria de Estado de Turismo do Distrito Federal (Setur-DF). É também uma das Sete Maravilhas de Brasília/DF. Localizado na Quadra 915 Sul, jamais fechou as portas desde sua inauguração.



Antigo sonho de Alziro Zarur, que imaginou um local onde pessoas de todas as crenças poderiam exercer sua religiosidade, foi idealizado, construído e fundado em 21 de outubro de 1989, por Paiva Netto, em Brasília/DF, Brasil, com ampla adesão popular. O Presidente-Pregador da Religião Divina fez do Templo da Boa Vontade a materialização do conceito fraterno e universalista do Ecumenismo: uma magnífica obra de arte que cria o ambiente de Paz necessário ao encontro dos seres humanos em torno da Criação Divina. Conforme afirmou: “Se há necessidade de um teto para as pessoas se protegerem das intempéries atmosféricas, urgente se faz um local que as abrigue das tormentas do sentimento, esquecidas as diferenças religiosas, ideológicas, políticas, econômicas, de modo que se refaçam espiritualmente, descansando das procelas íntimas. Todo mundo tem uma dor que não conta a ninguém, desde o mais poderoso ao mais simples dos homens, até mesmo os Irmãos ateus”

Por receber anualmente mais de um milhão de peregrinos dos mais diferentes povos e culturas, todos irmãos em humanidade, o TBV, Sede espiritual da Religião Divina, é considerado o monumento mais visitado da capital brasileira, segundo dados oficiais da Secretaria de Estado de Turismo do Distrito Federal (Setur-DF). É também uma das Sete Maravilhas de Brasília/DF. Localizado na Quadra 915 Sul, jamais fechou as portas desde sua inauguração. Outras informações, acesse www.tbv.com.br/conheça.

Igrejas Ecumênicas

“Escolas de iniciação espiritual de portas abertas para todos”. Essa é a definição de Paiva Netto sobre as Igrejas Ecumênicas da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo. Espaço destinado a acolher todas as pessoas que buscam aprender os ensinamentos de Jesus, o Cristo Ecumênico, o Divino Estadista, que são uma verdadeira bússola para transformar, para melhor, a vida dos que os aplicam. Diversas cerimônias convidam à meditação e à prece.

A Religião Divina está presente no Brasil e em várias partes do mundo: Argentina, Bolívia, Estados Unidos, Paraguai, Portugal e Uruguai, além dos inúmeros atuantes nos cinco continentes.

Igrejas Familiares

As Igrejas Familiares são Órgãos de Base da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, sendo formadas pelos Cristãos do Novo Mandamento de Jesus (como são chamados os que professam a Religião do Amor Universal) e seus familiares e amigos. São extensões das Igrejas Ecumênicas da Religião do Terceiro Milênio, na medida em que possibilitam esclarecimento e conforto espiritual a partir dos lares, fortalecendo suas comunidades.

Atuação

Cruzadas do Novo Mandamento de Jesus no Lar

Gabriel Estevão



No livro Paiva Netto e a Proclamação do Novo Mandamento de Jesus — A saga heroica de Alziro Zarur (1914-1979) na Terra, página 141, encontramos, nas palavras do Presidente-Pregador da Religião do Terceiro Milênio, a seguinte definição para a Cruzada no Lar: “Encontramo-nos, aqui, em plena Cruzada do Novo Mandamento de Jesus no Lar e pelo ar. Aproveito para dar um esclarecimento do significado dessa importante Cruzada, visto ser a família o esteio bendito das Almas em evolução: além de participarem das grandes reuniões que ocorrem semanalmente nas Igrejas Ecumênicas da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, é promovido pelos adeptos nas Igrejas Familiares um encontro religioso-ecumênico, em que se congregam parentes, amigos e vizinhos para o estudo da Doutrina Ecumênica da Religião do Terceiro Milênio, com leitura e meditação profunda dos livros doutrinários da Religião Divina, o que aproxima do lar as Celestes Falanges que protegem aqueles que se fazem realmente merecedores da proteção delas. Com isso, a família recebe as bênçãos do Pai Celestial e fortalece nela os vínculos de Amor, base sólida da implantação do Rebanho Único de Jesus, o Cristo Ecumênico, o Divino Estadista, na Terra e no Céu da Terra, fielmente cumprindo os critérios contidos nesta publicação. As pessoas assim revigoradas superam os desafios enfrentados na atualidade, com a inseparável união em torno de nosso Mestre Excelso”.

Na Super Rede Boa Vontade de Rádio, acompanhe, toda segunda-feira, a Cruzada do Novo Mandamento de Jesus diretamente da Igreja Familiar nº 1 da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, sob a responsabilidade do casal Paiva Netto.

Departamento de Assistência Espiritual (DAE)

Rogério Vieira de Paiva

Goiânia, GO — Ensina o Irmão Paiva Netto, presidente-pregador da Religião do Terceiro Milênio: "A Caridade transcende o ato de oferecer um pão. Eis o indispensável ensinamento: Somente o Amor legítimo liberta-nos das algemas do rancor, que nos provoca uma série de enfermidades psíquicas, físicas e, consequentemente, sociais".


Sob a inspiração do Amor Fraterno do Médico Celeste, é desenvolvido o trabalho do Departamento de Assistência Espiritual (DAE) da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo. Formadas por voluntários, os quais são chamados de Diáconos, na Religião do Terceiro Milênio, as equipes do DAE visitam lares de idosos e para crianças, hospitais, abrigos e outros ambientes onde o sofrimento se faz presente. A esses locais, levam esclarecimento e conforto espiritual por meio da Doutrina Ecumênica da Religião do Terceiro Milênio e de atividades socais e culturais.
 

Soldadinhos de Deus, da Religião Divina

Vivian R. Ferreira

Na foto, crianças de diferentes faixas etárias acompanham as palavras de força e esclarecimento espiritual do Irmão Paiva Netto, durante a abertura do 15º Fórum Internacional dos Soldadinhos de Deus, da LBV.

Essa é a forma pela qual são carinhosamente tratadas as crianças na Religião do Terceiro Milênio, que as respeita como Espíritos Eternos. O Soldadinho de Deus dedica-se à prática do Amor do Novo Mandamento de Jesus.

Para tanto, a Religião Divina oferece a meninas e meninos, de 3 a 10 anos, as Aulas de Moral Ecumênica (AMEs), nas quais aprendem sobre deveres, direitos, responsabilidades e valores universais a partir do Evangelho-Apocalipse de Jesus. A sigla, que remete ao verbo “amar” no modo imperativo, sintetiza o propósito do trabalho da Religião do Terceiro Milênio, que é conduzir o ser humano a uma trajetória de sucesso e de crescimento espiritual, orientando-o pelo Amor Solidário Divino, ensinado pelo Educador Celeste.

As atividades ocorrem aos sábados, a partir das 16h15, no Templo da Boa Vontade, em Brasília, DF, e nas Igrejas Ecumênicas da Religião Divina, no Brasil e no exterior. As inscrições estão abertas! Veja o endereço da Religião do Terceiro Milênio mais próxima de você, na seção endereços; se preferir, ligue: 0300 10 07 940 (custo de ligação local + impostos).


 

Pré-Juventude e Juventude Ecumênica da Boa Vontade de Deus

 

Gustavo Henrique

Durante as comemorações dos 27 anos do Templo da Boa Vontade (TBV), em Brasília, DF, não poderiam faltar as selfies para registrar presença em um momento tão especial de 2016.

Formadas por adolescentes e jovens que estudam, vivem e professam a Doutrina Ecumênica da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, têm como missão, “por meio da mobilização juvenil, trabalhar por um mundo justo e solidário, nascido da Política de Deus, a prática dos valores ecumênicos de Jesus”. Dedicam-se à construção de uma nova perspectiva de organização juvenil, firmada no compromisso de trabalho em benefício da Humanidade, a partir dos ensinamentos do Divino Educador. Suas atividades abrangem estudo, debates, fóruns, ações culturais, canto-coral, artísticas (teatro, música, artes visuais), e atividades socioambientais, unindo diferentes gerações na prática da Caridade Completa, ou seja, a caridade material aliada à caridade espiritual.

Fabiano Conceição

FLORIANÓPOLIS, SC — Jovens de todas as gerações se reúnem para mais uma Campanha do Novo Mandamento de Jesus nos Corações de Boa Vontade.


 

Campanha de Entronização do Novo Mandamento de Jesus nos Corações de Boa Vontade

Os Diáconos da Religião Divina, voluntariamente, visitam os lares anunciando a maior notícias de todos os tempos: Jesus está Chegando!, proporcionando esclarecimento e conforto espiritual aos corações, levando os materiais impressos da Religião Divina, principalmente a Revista Jesus está Chegando!. Durante o diálogo repleto de fraternidade ecumênica, os Cristãos do Novo Mandamento de Jesus convidam as pessoas a cerrarem fileiras nesse Ideal de Boa vontade.

Essa publicação ecumênica da Religião do Amor Universal, foi criada por Paiva Netto com o objetivo de anunciar aos corações a Volta Triunfal do Divino Mestre. 

Cerimônias

Batismal para crianças e adolescentes

Arquivo

SÃO PAULO, SP — Durante a cerimônia, acontece o batismo em água que é um símbolo da comunhão da Alma com o Espírito de Deus. 



A Bênção Batismal da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo simboliza a aceitação, por parte do batizando e de seus familiares, dos Sagrados Ideais do Cristianismo do Cristo Ecumênico.

Pelo ato da bênção batismal, os pais e padrinhos comprometem-se espiritualmente com a formação espiritual-ecumênica do batizando. O batismo em água é um símbolo da comunhão da Alma com o Espírito de Deus. É a comprovação do desejo dos pais e padrinhos de zelarem pelo bem-estar espiritual, moral e físico deste ser a eles confiado. É um sublime compromisso firmado pelos pais e padrinhos no sentido de orientar o batizando no caminho de Fraternidade Universal ensinado por Jesus. Palavras do Sábio dos Milênios, no Seu Evangelho, segundo Marcos, 10:14: “Deixai vir a mim as criancinhas, não as impeçais, porque delas é o reino de Deus”.

Celebração ecumênica de casamento

Érica Böhmer


O casamento constitui, por meio dos laços do Amor entre duas Almas, a base das famílias. Celebrá-lo significa consagrar essa união e o compromisso moral e espiritual presente nesse enlace. Por isso, na Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, pessoas de todas as tradições religiosas podem celebrar seu casamento. As cerimônias, com efeito civil e, para os que já são casados no civil, a Bênção Matrimonial, são feitas no Templo da Boa Vontade, em Brasília/DF, nas Igrejas Ecumênicas da Religião do Terceiro Milênio ou em outros ambientes.

Bodas Matrimoniais

É uma solenidade ecumênica que, sob as bênçãos da Religião Divina, celebra a data de aniversário de matrimônio. O objetivo dessa cerimônia é o fortalecimento da união do casal e a renovação do compromisso moral e espiritual entre os cônjuges e os demais integrantes da família.

Cerimônias Ecumênicas

A Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo realiza Correntes Ecumênicas de Preces em formaturas, aniversários e homenagens familiares e comunitárias, a fim de contribuir para o fortalecimento daqueles que passam por importantes momentos de transformação na própria vida.

Celebração de 15 anos

É uma cerimônia especial dedicada aos jovens que completam 15 anos de idade, com o objetivo de contribuir para o fortalecimento do Espírito nessa etapa da vida, na qual surgem novas responsabilidades e desafios, que estão ligados ao seu desenvolvimento integral: físico, moral e espiritual.

Homenagem a um ente querido no Mundo Espiritual

É uma solenidade que a Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo oferece às famílias para homenagear os entes queridos que retornaram à Pátria Espiritual — orando a Deus pelo fortalecimento e pela iluminação do Espírito Eterno deles, em sua trajetória evolutiva —, bem como para confortar os familiares e agradecer ao Pai Celestial a oportunidade da vida.

Reuniões Públicas

Gabriel Estêvão
Seja no meio urbano ou rural, a Religião do Terceiro Milênio se faz presente para levar aos corações a Mensagem Fraterna e Ecumênica de Jesus!


Para promover o desenvolvimento das capacidades espirituais de superação e vitória, a Religião Divina realiza em suas Igrejas Ecumênicas reuniões públicas, onde o Evangelho-Apocalipse de Jesus é apresentado em Espírito e Verdade, à Luz do Novo Mandamento do Cristo, esclarecendo e confortando a todos os presentes.

Ensinou o Médico Celeste: “Tudo o que pedirdes na Prece, crede que haveis de receber e vos será concedido por Deus” (Evangelho, segundo Marcos, 11:24).

Jesus escolheu você! Atenda, na Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, o Divino Chamado do Mestre. Venha orar conosco e encontre a verdadeira felicidade.

Renove seu destino, fortaleça sua fé e faça da nossa Igreja o seu Lar. A Igreja Ecumênica da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo é um espaço de Paz onde todas as pessoas são bem-vindas para buscar o conforto da Alma e falar com Deus.  Converse com a gente sobre os seus desafios.

Participe das Cruzadas do Novo Mandamento de Jesus, no Templo da Boa Vontade, em Brasília/DF, e nas Igrejas Ecumênicas da Religião Divina! São reuniões ecumênicas públicas sobre diversos temas, conforme relacionadas a seguir:

— A Comunhão com Deus, aos sábados, às 16h15;

— Encontro Jovem de Boa Vontade, no primeiro domingo do mês, às 10 horas;

— Em Homenagem ao Anjo da Guarda, no segundo domingo do mês, às 10 horas;

— Pelo Fortalecimento Espiritual das Famílias, no terceiro domingo do mês, às 10 horas;

— Hora do Ângelus, de domingo a sexta-feira, às 17h45;

— Prece para um novo dia de trabalho, de segunda a sexta-feira, às 8 horas.

Consulte o endereço mais próximo de você.

 

Mística

Cerimônia de Revitalização Espiritual

A Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, oferece nas diversas Cruzadas do Novo Mandamento de Jesus cerimônias que beneficiam a elevação espiritual dos participantes. Entre elas a de Revitalização Espiritual que é recebida no plexo frontal ou nas palmas das mãos dos participantes das reuniões públicas ao subirem no Altar Sagrado das Igrejas Ecumênicas da Religião do Terceiro Milênio e no Templo da Boa Vontade.

Fundamentação: A Revitalização Espiritual promove em nós a integração com Deus, com o Cristo e com o Espírito Santo, pela purificação e elevação dos pensamentos, edificando-os, conforme esclarece o Proclamador da Religião Divina, Alziro Zarur, no Livro Diretrizes Espirituais da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, Segundo volume, pp. 265/266: A vitória pelo pensamento, pela força da Fé: “Pela força natural de que são dotados, os pensamentos podem mudar sua vida agora. Não precisa esperar que as coisas melhorem, porque isto só acontecerá quando Você melhorar seus pensamentos.  Assim como a qualidade do ar tem influência sobre o desenvolvimento do corpo físico, a qualidade dos pensamentos tem grande influência sobre o corpo espiritual ou astral, que é a fonte de todas as doenças sérias. Está nas mãos de Vocês melhorarem suas vidas. É só saber manejar a força mental. Por exemplo: mentalizar a cura de uma enfermidade qualquer. Se um único pensamento tem tanta força, imaginem trezentos, quinhentos, milhares, milhões de pensamentos! Esta é a força da Corrente da Boa Vontade da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo. “O dia em que Vocês souberem usar a força do pensamento, todos os obstáculos serão removidos na parte do livre-arbítrio, porque na parte do destino só pode haver alteração em caráter especial, como explicarei mais tarde. “Assim como a força de uma ação remove outras ações, a força de um pensamento remove outros pensamentos. As ações do mundo são consequência dos pensamentos. Os bons geram boas ações e os maus produzem más ações. “Não basta termos bons pensamentos para vencer, por exemplo, uma doença. Temos que imprimir ao pensamento aquela força da Fé que remove montanhas. (…)

No livro Jesus, a Dor e a origem de Sua Autoridade - O Poder do Cristo em nós, do escritor Paiva Netto, destacamos na p. 161 edição tradicional, este ensinamento: A condução do pensamento: asas ou algemas?

 

A tradição popular ensina que ‘pensamento é força’. Logo, caros amigos que me leem com atenção: mentalizemos a todo instante o melhor possível, isto é, o Bem para os outros e para nós.

Benefícios: Para essa cerimônia, é utilizada a Pedra Batizada pelos Amigos da Espiritualidade Superior, na Revolução Mundial dos Espíritos de Luz na Quarta Revelação, a Religião Divina, que é colocada sobre o plexo frontal (testa) ou nas palmas das mãos com o objetivo de revitalizar as vibrações do campo energético, mantendo em equilíbrio as potencialidades espirituais, físicas, somáticas e psicossomáticas daqueles que com Fé Realizante buscam o amparo Divinal.

Após receberem a revitalização, os participantes passam também pela Cerimônia da Imposição das Mãos recebendo as energias magnéticas da Água Energizada pela força da Prece e da ação poderosa da Falange da Boa Vontade de Deus. Bênçãos Celestiais que auxiliam no bem-estar do corpo físico e no equilíbrio espiritual daqueles que mantêm viva a Fé Realizante no coração.

Essas cerimônias são oferecidas semanalmente, durante as reuniões públicas no Templo da Boa Vontade ou nas Igrejas Ecumênicas da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo e todos podem se beneficiar com a revitalização espiritual oferecida com o propósito de transmitir as Energias que vêm do Cristo, que fortalecem a saúde do corpo e da Alma para o enfrentamento de uma nova semana de oportunidades e vitórias com Jesus, o Divino Provedor.

 

Hora do Ângelus

A Hora do Ângelus é uma cerimônia de tradição espiritual que remonta aos primórdios da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo tendo sido iniciada no rádio pelo Irmão Alziro Zarur, seu saudoso Proclamador. Devotado admirador de Maria Santíssima, deixou para a nossa reflexão inúmeras preces, poemas, versos gravados homenageando a Excelsa Mãe de Jesus, na Hora do Ângelus. São Mensagens pelas quais o coração humano é elevado a encontrar a Fé, a confiança no Poder Maior de Maria, Mãe Universal da Humanidade que pode interagir diante de Jesus, Seu Filho Amado, em favor de todos nós.

 

Ampliada pelo Presidente-Pregador da Religião do Terceiro Milênio, José de Paiva Netto, atualmente essa cerimônia é transmitida diariamente pela Super Rede Boa Vontade de Comunicação (rádio, tv e internet) e realizada no Templo da Boa Vontade e nasIgrejas Ecumênicas.

Fundamentação:

Tradicionalmente a Hora do Ângelus é também conhecida como a Hora da Ave, Maria!

O escritor Paiva Netto, em seu livro Jesus, o Profeta Divino, pp. 345 a 347 nos fortalece e nos ensina a buscar o alimento espiritual por intermédio da prece no subtítulo Hora do Pedido:

“Chegou o momento de fazermos a solicitação justa Àquele que nos pode generosamente favorecer, auxiliando-nos a suplantar a mais dolorosa questão. Cada um agora dirigirá ao Alto a sua súplica.

 

Graças, Senhor!

Dá-nos aquela Paz que prometeste aos que vivem o Teu Novo Mandamento – “Amai-vos como Eu vos amei. Somente assim podereis ser reconhecidos como (minhas discípulas e) e meus discípulos” (Jesus – João, 13: 34 e 35). Nele está implícita e explicita a base de toda sociedade social, moral e espiritualmente solidária, firme, que vence, hoje ou amanhã, qualquer violência que teime em habitar os corações.

Falamos daquela Paz Magnífica, que o Amor do Mandamento Novo do Cristo Ecumênico e Sublime Estadista nos pode dar.  Ele é capaz de oferecê-la e frutificá-la em nós. E assegurou que estaria conosco “todos os dias até o fim do mundo” (Evangelho, consoante Mateus, 28:20). Que conforto para nossa Alma!

 

Encerro convidando todos a entoar comigo o cântico com o qual os Anjos da Milícia Celeste anunciaram aos humildes pastores do campo o nascimento do Cristo de Deus, que a cada dia ressurge em nossos corações. Por isso, a Esperança não morre nunca!  Nunca! Porque, em última análise, ela constitui a escalada que nos ergue até à CERTEZA, que é Jesus!

- Glória a Deus nas Alturas, Paz na Terra aos Homens (e Mulheres, aos Jovens, às Crianças e aos Espíritos) da Boa Vontade de Deus! (Jesus – Lucas, 2:14).

 

Vocês querem vencer-se e vencer? Deixem Jesus coexistir em seus Espíritos e Maria Santíssima confortar-lhes maternalmente os corações nas horas rudes da jornada humana. Ninguém se encontra irremediavelmente perdido (ou perdida) neste mundo.

Quem confia em Jesus não perde o seu tempo, porque Ele é o Grande Amigo que não abandona amigo no meio do caminho!

Muito grato a todas e a todos pela atenção.

E Viva Jesus, o Cristo Ecumênico, o Político Celeste, o Profeta Divino, a Fiel Testemunha, o Primogênito dos mortos e o Soberano dos reis da Terra, como O Proclama o Apocalipse, o Livro das Profecias Finais”.

Benefícios: Essa cerimônia mística acontece diariamente no Templo da Boa Vontade, nas Igrejas Ecumênicas da Religião do Terceiro Milênio, e na Comunicação 100% Jesus, Super Rede Boa Vontade de Rádio e Boa Vontade TV, às 18 horas, Hora do Ângelus, quando os ponteiros do relógio se unem, unindo também as Duas Humanidades, a da Terra à do Céu da Terra.

É um momento de grande elevação espiritual onde são transmitidas as Mensagens da Ave, Maria! na voz do saudoso, Irmão Alziro Zarur, Proclamador da Religião de Deus, do Cristo e do Espirito Santo e Músicas Legionárias são entoadas para homenagear Maria Santíssima, no qual todos têm a oportunidade de agradecer a Excelsa  Mãe de Jesus, por Seu Amparo Maternal à grande família Humanidade e apresentar suas súplicas.

Aqueles que buscam esse momento de profunda integração sentem a emoção celeste tomar conta de seus corações e Maria Santíssima, com Seu Amor maternalmente conforta os suplicantes e ajuda a Humanidade a suplantar os dramas da rude jornada humana.

Elevação dos pedidos à Maria Santíssima

Recipiente que recebe, no Altar da Igreja Ecumênica da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, as Súplicas dedicadas ao Divino Mestre. Ali estão representadas as Sagradas Mãos de Jesus, a receber cada um dos pedidos.

 

Nas reuniões públicas da Religião Divina, os Cristãos do Novo Mandamento de Jesus, além de escreverem seus nomes no Sagrado Livro de Preces da Religião do Amor Universal, escrevem também suas súplicas e agradecimentos, depositando-os na Pia Sagrada para que na Hora do Ângelus, sejam elevados ao coração do Provedor Celeste, por intermédio de Maria Santíssima, Mãe de Jesus.

Fluidificação das Águas: Durante a Hora do Ângelus, as Sensitivas Legionárias atuam como instrumentos do Poder de Deus impondo as mãos sobre as águas, para que recebam os Fluidos Divinos do olhar Misericordioso de Jesus.

A Hora do Ângelus, também conhecida como a Hora da Ave, Maria!, é uma cerimônia tradicional na Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo tendo sido iniciada, na década de 40, no rádio por Alziro Zarur (1914-1979), saudoso proclamador da Religião do Terceiro Milênio. 

As Sete Badaladas da Hora do Ângelus: Sob a forte inspiração da Hora do Ângelus, diante da magnífica vibração de Prece, o povo clama: "Ora vem, meu Pai Celeste, Ora vem, excelsa Luz; Ora vem, Divino Mestre; Ora vem, Senhor Jesus!" e então soam as sete badaladas sonoras da melodia "Jesus já vem!", do compositor Paiva Netto, tocada pela primeira vez durante a inauguração do Templo da Boa Vontade, compondo um extraordinário momento que reafirma a convicção uníssona da Volta Triunfal de Jesus, com Seu Poder e Grande Glória, anunciada em Seu Apocalipse (1:9 a 20). Esse momento retoma as emoções sentidas na inauguração do monumento da Espiritualidade Ecumênica, o Templo da Boa Vontade (desde então o mais visitado de Brasília/DF – Brasil), fundado por Paiva Netto em 21 de outubro de 1989, como marco da promoção da Paz no mundo, recebendo mais de um milhão de peregrinos todos os anos.

 

Imposição de mãos

A Cerimônia de Imposição de Mãos ocorre no Templo da Boa Vontade, nas Igrejas Ecumênicas e durante as visitas fraternas do Departamento de Assistência Espiritual (DAE) da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, por intermédio dos Sensitivos Legionários, que servem de instrumento para os Espíritos de Luz que atuam nos trabalhos práticos do Centro Espiritual Universalista, o CEU da Religião Divina sob a liderança do Irmão Paiva Netto que comanda a Revolução Mundial dos Espíritos de Luz na Quarta Revelação, a Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, e no Mundo da Verdade, a coordenação celeste do Irmão Dr. Bezerra de Menezes.

Sob a inspiração das músicas legionárias, que o povo canta, com muita unção e devoção, esse momento é também um ato de louvor a Jesus, em que todos são lembrados de que o Divino Mestre continua a pregar e salvar as multidões conforme lemos em Seu Evangelho, segundo Mateus, 9:35 e 36: "E percorria Jesus todas as cidades e aldeias, ensinando e pregando o evangelho do reino, e curando toda sorte de doenças e enfermidades. Jesus vendo as multidões, compadeceu-se delas, porque andavam desgarradas e errantes, como ovelhas sem pastor".

Fundamentação: Jesus, o Cristo Ecumênico, o Divino Estadista, deixou para a Humanidade, quando de Sua primeira vinda visível ao planeta Terra, inúmeros exemplos de libertação por meio de Suas Mãos Sagradas e disse: "Em verdade, em verdade vos digo que aquele que crê em Mim fará também as obras que Eu faço e outras maiores fará, porque Eu vou para junto do Pai" (Evangelho segundo João, 14:12). São várias as passagens narradas pelos evangelistas relacionadas à forma pela qual o Médico Celeste procedia para com todos os que O buscavam a fim de achar a cura ou o alívio de seus males. Ele, impondo as mãos, fazia cegos ver (Evangelho consoante Mateus, 9:27 a 31; e Marcos, 8:22 a 26), paralítico andar (Evangelho conforme Mateus, 9:1 a 8; Marcos, 2:1 a 12; e Lucas, 5:17 a 26), entre outras curas, bem como abençoava as crianças (Evangelho segundo Marcos, 10:13 a 16). Até uma mulher que por dezoito anos sofreu de uma enfermidade teve sua saúde restituída quando o Divino Mestre impôs as mãos sobre ela. (Evangelho consoante Lucas, 13:10 a 13).

O ato de impor as mãos sobre os necessitados também foi praticado pelos apóstolos e discípulos do Cristo de Deus. É o que demonstra o seguinte trecho, que trata da instituição dos diáconos: "Apresentaram-nos aos apóstolos, e estes, orando, lhes impuseram as mãos" (Atos dos Apóstolos, 6:6).

Benefícios: Aquele que com Fé Realizante busca a intervenção espiritual na Cerimônia da Imposição das Mãos recebe a energia dos fluídos cósmicos e o amparo dos Falangeiros da Boa Vontade de Deus que estão sempre dispostos a trazer o benefício da medicina espiritual que desce ao alcance daqueles que suplicam a cura, e que por intermédio do merecimento de cada um, são agraciados pela Bênção de Jesus, o Médico Celeste.

A Cerimônia de Imposição de Mãos é um momento de profunda integração com Jesus, o Cristo de Deus, que na Sua estada visível entre os homens nos deixou inúmeros exemplos de cura, através de suas Sagradas Mãos. E nos disse que tudo que Ele fez nós também poderíamos fazer. E nos ensina ainda que a “Fé remove montanhas”. (Evangelho de Jesus, consoante Mateus, 17:20)

Os fluídos, a energia que vem de Deus, são trabalhados no ambiente e canalizados para a renovação das células doentes, recuperando o equilíbrio espiritual daquele que sofre. Nessa ação o fortalecimento de Alma impulsiona a disposição para a perseverança no tratamento médico adequado para o restabelecimento da saúde do corpo.

Hoje, a ciência comprova os benefícios trazidos pelo ato da imposição das mãos e da oração. O dr. Alexis Carrel (1873-1944), Prêmio Nobel de Medicina e Fisiologia (1912), famoso autor de O homem, esse desconhecido, escreveu a respeito do assunto que alerta as Almas. O Irmão Paiva Netto em seu artigo Oração e Ciência transcreve estas palavras do Dr. Alexis Carrel: "A oração é (...) a forma de energia mais poderosa que o homem é capaz de gerar. Trata-se de uma força tão real como a gravidade terrestre. Na minha qualidade de médico, tenho visto enfermos que, depois de tentarem, sem resultado, os outros meios terapêuticos, conseguiram libertar-se da melancolia e da doença, pelo sereno esforço da Prece. É esta, pois, no mundo, a única força que parece capaz de superar as chamadas ‘leis da Natureza’. Há muitas pessoas que se limitam a ver na Prece (...) um refúgio para os tímidos, ou mero apelo infantil movido pelo desejo de coisas materiais. Concebê-la, entretanto, nestes termos, é menosprezá-la erroneamente. (...) ‘Ninguém jamais rezou’, disse Emerson (1803-1882), ‘sem que houvesse aprendido alguma coisa’. (...) O mais profundo manancial de energia e perfeição, que se acha ao nosso alcance tem sido miseravelmente abandonado. (...) Se a força da Prece for posta em ação na vida de homens e mulheres; se o Espírito proclamar os seus desígnios claramente, invictamente, haverá então confiança de que não sejam em vão os nossos anseios por um mundo melhor".

Vejam que não se trata da opinião de nenhum "místico delirante", porém, de um respeitado homem de ciência. Todo aquele que sofre da choupana ao palácio, com certeza já teve o ensejo de comprovar essa realidade.

O Coordenador dos trabalhos do Centro Espiritual Universalista da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, o Irmão Dr.  Bezerra de Menezes (Espírito) nos revela: “O Poder de Deus também se manifesta pelos fluidos que tanto proclamamos e discutimos existir. Eles manipulam as reações dos ambientes, transgredindo a lógica humana. Vivificam a lógica Espiritual, capaz de acrescentar à vida dos seres humanos a vitória que tanto desejam”.

 

Cerimônia Mística da Água Fluidificada Na Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo

Desde o fim da década de 1940, já ensinava o saudoso Proclamador da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, o Irmão Alziro Zarur (1914-1979) que: "Ora, se Deus criou a água que Homem nenhum poderia inventar, entidade nenhuma poderia criar, então Ele pode colocar dentro dessa água o remédio certo para cada um de nós. Duvidar disso é descrer das coisas mais elementares, da lógica dos elementos mais simples".

A Religião Divina ensina o ato de separarmos diariamente um recipiente, um copo, uma jarra com água, durante a poderosa Corrente Ecumênica de Preces, para que o Médico Celeste a fluidifique, ou seja, impregne Seus fluidos vivificantes, fortificantes, reparadores, purificadores, regeneradores e curadores. O Irmão Alziro Zarur, Proclamador da Religião do Amor Universal, já mostrava que, mesmo a distância, esse auxílio aconteceria. Dessa forma, ainda hoje milhões de pessoas alcançam grandes conquistas, quando, com Fé Realizante, colocam o recipiente com água ao lado do rádio (sintonizado na Super Rede Boa Vontade de Rádio ou pela  Boa Vontade TV  para que a água seja energizada).

Fundamentação: O escritor Paiva Netto, no seu artigo: O Novo Mandamento de Jesus e a Família Universal – parte II final – “Nossa súplica ao Cristo”, constante da Revista JESUS ESTÁ CHEGANDO!, edição 118, pp. 21 a 24, nos esclarece e conforta quando nos eleva espiritualmente ao Cristo Ecumênico, o Divino Estadista,  nos momentos sagrados de Oração, nos quais adentramos a Frequência Divina e com Fé Realizante suplicamos a intervenção Celeste para a cura do corpo e da Alma.

“(...) Agora, Senhor, cada um de nós vai Te fazer um pedido, que às vezes não pode revelar a qualquer ser terreno, por mais amigo, ou mais amiga que seja. Atende, Senhor, a esta rogativa.

“Senhor, cada um fez o seu pedido, consciente de que estás atento ao que se passa em nossos corações. Porque disseste, Senhor, no Teu Evangelho, segundo Mateus, 7:7, 9 a 11:

— Pedi e Deus vos dará. (...) Deus não é indiferente nem à morte de um passarinho. Se teu filho te pede um pão, tu lhe dás uma pedra? Se teu filho te pede um peixe, tu lhe dás uma serpente? Ora, se tu que és mau, sabes dar boas coisas a teu filho, o que é que não dará o Pai que está no Céu?”

Por isso mesmo, Senhor, queremos pedir-Te que coloques neste copinho d’água o remédio perfeito para cada um de nós. Aquele medicamento que depositaste nas águas do Jordão ou nas águas de Siloé, bálsamo celestial que restituiu a visão a um cego de nascença. Nós te pedimos, Divino Amigo: coloca neste copo d’água o lenitivo sublime para cada um de nós. E que estes doentes em que agora vamos pensar — doentes do corpo e doentes da Alma —, estejam onde estiverem, recebam neste momento a bênção da Tua cura, na força desta corrente, em nome de Deus.

Graças, Senhor! Ó Cristo Ecumênico Jesus, Estadista dos estadistas, dá-nos a Sublime Paz que prometeste àqueles que vivem o Teu Novo Mandamento:

 — Minha Paz vos deixo, minha Paz vos dou. Eu não vos dou a paz do mundo, Eu vos dou a Paz de Deus que o mundo não vos pode dar. Não se turbe o vosso coração nem se arreceie. Eu estarei convosco, todos os dias, até o fim do mundo! (Evangelho, segundo João, 14:27 e 1; e Mateus, 28:20).

“ — Glória a Deus nas Alturas e Paz na Terra aos Homens (e às Mulheres, aos Jovens, às Crianças e aos Espíritos, Almas Benditas) da Boa Vontade de Deus!”

Quem confia em Jesus não perde o seu tempo, porque Ele é o Grande Amigo que não abandona amigo no meio do caminho”.

Todos podem se beneficiar com as energias transmitidas no momento sagrado da oração colocando junto ao rádio um copo, um jarro, um recipiente, com água, para que durante a Comunhão com o Poder Superior, pela fluidificação do precioso líquido, recebam, na razão direta do merecimento de cada um, a graça do Pai Celestial, como nos incentivam os Ativistas da Revolução Mundial dos Espíritos de Luz na Quarta Revelação – A Religião Divina:

“Que todos bebam a água fluidificada diariamente. E coloquem, na Hora do Ângelus, para que essas centenas de milhares de médicos Espirituais possam levar o lenitivo certo a cada lar”. (Dr. Bezerra de Menezes – (Espírito) – 29/9/2012)

“Para ajudar a vencer as enfermidades que cada pessoa tem, deixar sempre a garrafa d´água do lado. De vez em quando vai tomando um gole. Não precisa tomar tudo de uma vez. Vai tomando goles de água. Isso serve para todo mundo”.  (Irmão Flexa Dourada – (Espírito) 16/7/2011)

Benefícios: O Cristão do Novo Mandamento de Jesus, o Legionário da Boa Vontade de Deus, Adeptos e Simpatizantes da Religião Divina, se beneficiam deste liquido sagrado energizado pela magnitude da força da Oração, transmitida pelos Falangeiros da Boa Vontade de Deus e da Fé existente nos corações dos solicitantes. Muitos fazem desse ato a medicina preventiva que os fortalece na jornada do dia-a-dia, ingerindo da água magnetizada, várias vezes ao dia.

A Comunicação 100% Jesus! é o canal impulsionador da Fé, porque oferece uma Prece de hora em hora para que seus ouvintes entrem na sintonia elevada e busquem a força da Espiritualidade que pode interagir em favor daqueles que suplicam a intervenção de Deus, que na exata razão do merecimento de cada um, atende os pedidos sinceros depositando na Água o remédio celeste para o corpo e a alma.Em todas as Igrejas Ecumênicas da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo a Água Fluidificada tem lugar especial para que todos depositem suas garrafas, identificadas com o nome, para receberem os fluidos reparadores, vivificantes e regeneradores que curam, fortalecem e equilibram a criatura humana e espiritual.

No Templo da Boa Vontade, a Sede Espiritual da Religião do Amor Fraterno, um ambiente é dedicado à exaltação da Natureza e da água: a Fonte Sagrada, onde, diariamente, centenas de pessoas enchem suas garrafas com a Água Fluidificada.

Nas Cruzadas do Novo Mandamento de Jesus no Lar é tradição das Igrejas Familiares prepararem no início de suas reuniões, um recipiente, um copo, uma jarra com água, para que o Médico Celeste a fluidifique, ou seja, impregne Seus fluidos vivificantes, fortificantes, reparadores, purificadores, regeneradores e curadores para que todos os participantes da Cruzada tomem desse líquido sagrado.

Do livro Diretrizes Espirituais da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, volume 1 — p. 237, destacamos: A Comunicação 100% Jesus!, diariamente, durante a sua poderosa Corrente de Orações, fortalece os Espíritos, ilumina as mentes, com os exemplos do Apocalipse e do Evangelho de JESUS. Com isso mostra aos seus ouvintes e seguidores que, se DEUS fluidificava as águas do Rio Jordão e do Poço de Siloé, para curar os enfermos nos tempos bíblicos, por que não poderá fluidificar a água colocada junto ao receptor durante a programação da Super Rede Boa Vontade de Rádio. Ora, como ensinou o Divino Chefe: tudo é possível àquele que crê.

VÍDEO: Acompanhe nesse testemunho do Poder da Fé Realizante a importância da Água Fluidificada

_______________________________________________

Em nenhum momento a Religião Divina aconselha o abandono do tratamento médico convencional ou a deixarem de procurá-lo em virtude de alguma doença. Deus, nosso Pai de Poder e Bondade, utiliza-se da medicina material para curar ou abrandar uma enfermidade, conforme os conceitos científicos existentes, que se aperfeiçoam com o passar do tempo, inspirados pelo próprio Criador da Ciência: Deus.

 

Súplica a Jesus

Ensinou o Cristo de Deus, em Seu Evangelho segundo Mateus, 7:7 "Pedi, e Deus vos dará; buscai, e achareis; batei, e a porta vos será aberta". Por isso, uma belíssima tradição acompanha os Cristãos do Novo Mandamento: a Súplica a Jesus. Logo ao adentrarem as Igrejas Ecumênicas da Religião Divina, escrevem seus pedidos ao Divino Provedor, levando-os até a Pia Sagrada*. Por intermédio da Poderosa Corrente Ecumênica de Preces da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo os pedidos são elevados ao Coração de Maria, Mãe Universal da Humanidade. Às 18 horas, Hora do Ângelus, hora em que os ponteiros do relógio se unem, unindo também as Duas Humanidades, todas as Súplicas são ungidas, em um momento de grande elevação espiritual, na convicção de que o Cristo de Deus atende a cada uma delas.

___________

* Pia Sagrada: Recipiente que recebe, no Altar da Igreja Ecumênica da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo as Súplicas dedicadas ao Divino Mestre. Para os que fazem seus pedidos, ali estão representadas as Sagradas Mãos de Jesus, a receber cada um dos pedidos.  Em momento de forte elevação espiritual, na Hora do Ângelus, os pedidos são ungidos, na Pia Sagrada, com as bênçãos da Imposição de Mãos e da Água Fluidificada. Nesse instante todas as Súplicas são elevadas ao coração de Maria, Mãe de Jesus, rogando com ela ao Cristo de Deus, numa poderosa egrégora de Fé Realizante.

 

Cerimônia Mística de Gratidão ao Anjo da Guarda

Objetivo: A Cerimônia Mística de Gratidão ao Anjo da Guarda é um momento de integração com os Guias Espirituais, Espíritos de Luz, também chamados Almas Benditas, Numes Tutelares, entre outras nomenclaturas – são verdadeiros Amigos, que protegem e auxiliam os seres humanos nas mais diversas formas e situações, pois Jesus, o Cristo Ecumênico, o Divino Estadista, sempre acompanha os passos de cada um por intermédio de nossos Anjos da Guarda.

Desde a década de 1990 acontece no Templo da Boa Vontade (TBV), em Brasília, DF, e nas Igrejas Ecumênicas da Religião de Deus, do Cristo e do Espirito Santo, a Cruzada do Novo Mandamento de Jesus em homenagem ao Anjo da Guarda, com a Cerimônia Mística de Gratidão que tem como finalidade fortalecer a aliança permanente no abraço espiritual por intermédio da Oração que nos conecta aos filamentos Divinos. Esses bondosos Protetores têm como missão diante de Deus conduzir os povos na incessante trilha da evolução espiritual.

Fundamentação

Presentes na nossa vida, os Anjos são espíritos fortes, como esclarece o presidente-pregador da Religião do Terceiro Milênio, José de Paiva Netto: “É oportuno apresentar ao leitor a conceituação que a Religião de Deus, do Cristo e do Espirito Santo sempre fez do termo anjo. Em oposição à figura inocente, estando no caminho de sua evolução até integrar-se no Pai Celeste, já alcançou estágio espiritual elevadíssimo, e, num próximo passo, alçar-se-á à categoria de Arcanjo. Tais entidades muitíssimo desenvolvidas (como um dia serão todos os Espíritos, inclusive os que hoje estão reencarnados na Terra, na condição de Seres Humanos) nada têm de frágeis. Ao contrário, em diversas passagens bíblicas aparecem possuidores de grandes poderes sobre o destino dos povos, executando tarefas punitivas contra os infratores das Leis Divinas. Exemplos disso o Apocalipse de Jesus está repleto”. (Texto constante de Diretrizes Espirituais da Religião de Deus, do Cristo e do Espirito Santo, segundo volume, página 96.)

Benefícios

Durante a cerimônia mística o público presente agradece a Jesus, o Divino Benfeitor, o Anjo Guardião do Planeta Terra, pela proteção que recebe diariamente em sua vida, por intermédio do Amigo Espiritual que embala, acolhe e persevera junto de cada um de seus pupilos.

Num gesto de devoção a Jesus, o Divino Protetor, sob os acordes da música “Suit From” o público coloca as palmas das mãos voltadas para cima a fim de sentir a presença de seu Anjo da Guarda, e num “Abraço Espiritual” agradece a força recebida dos Servos do Altíssimo que guia, socorre e ampara seus tutelados por toda a eternidade. 

Esclarece o nobre Irmão Dr. Bezerra de Menezes (Espírito), coordenador da Revolução Mundial dos Espíritos de Luz, na Quarta Revela, a Religião do Terceiro Milênio:

"Uma indagação mental feita por grande parte dos Irmãos encarnados é a seguinte: o Anjo da Guarda poderá afastar-se do tutelado? A resposta é não.

O Anjo Protetor poderá, sim, criar situações específicas, na estratégia de proteção ao seu pupilo, para que o Ser amparado não se desvie de sua missão na Terra ou no Espaço. Por vezes a aparência de abandono é apenas e necessariamente temporária, porque o mérito do Anjo Guardião consiste em acompanhar e lutar, sofrer e vibrar com as realizações frutuosas da trajetória do seu protegido".

 

Cerimônia Mística pelo Fortalecimento das Famílias

Objetivo: Esta Cerimônia Mística tem como objetivo fortalecer os laços Familiares, com a vibração do Novo Mandamento de Jesus, “Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei. Somente assim podereis ser reconhecidos como meus discípulos, se tiverdes o mesmo Amor uns pelos outros” (Evangelho de Jesus, segundo João, 13:34 e 35), que é a Essência de Deus, estrutura que harmoniza e equilibra os corações.

Desde a década de 1990 acontece no Templo da Boa Vontade (TBV), em Brasília, DF, e nas Igrejas Ecumênicas da Religião de Deus, do Cristo e do Espirito Santo, a Cruzada do Novo Mandamento de Jesus pelo Fortalecimento da Família, onde os integrantes das famílias recebem as Energias que vêm do Cristo, que harmonizam e equilibram a ambiência familiar.

Como ensina o nobre Irmão Dr. Bezerra de Menezes (Espírito), coordenador da Revolução Mundial dos Espíritos de Luz, na Quarta Revela, a Religião do Terceiro Milênio: “Fortalecer os laços da Família ainda é o grande trabalho a ser desenvolvido na Terra. As Famílias prontas, preparadas, unidas, coesas, farão comunidades, países, civilizações melhores”. E esse é o objetivo da Religião Divina, cuidar das famílias que formam a Grande Família Humanidade.

FUNDAMENTO

No livro Paiva Netto e a Proclamação do Novo Mandamento de Jesus — A saga heroica de Alziro Zarur (1914-1979) na Terra, páginas 141 e 142, encontramos o importante significado sobre a união familiar:

“(...) Família é o esteio bendito das Almas em evolução: além de participarem das grandes reuniões que ocorrem semanalmente nas Igrejas Ecumênicas da Religião de Deus, do Cristo e do Espirito Santo, é promovido pelos adeptos nas Igrejas Familiares um encontro religioso-ecumênico, em que se congregam parentes, amigos e vizinhos para o estudo da Doutrina Ecumênica da Religião do Terceiro Milênio, com leitura e meditação profunda dos livros doutrinários da Religião Divina que aproxima do lar as Celestes Falanges que protegem aqueles que se fazem realmente merecedores da proteção delas.

Com isso, a família recebe as bênçãos do Pai Celestial e fortalece nela os vínculos de Amor, base sólida da implantação do Rebanho Único de Jesus, o Cristo Ecumênico, o Divino Estadista, na Terra e no Céu da Terra (...). As pessoas assim revigoradas superam os desafios enfrentados na atualidade, com a inseparável união em torno do nosso Mestre Excelso”.

BENEFÍCIOS

Na Cruzada do Novo Mandamento de Jesus pelo Fortalecimento da Família, os benefícios são inúmeros.

As famílias recebem, pela Imposição das Mãos Familiar, os fluidos de saúde, harmonia, equilíbrio e os recursos divinos que são depositados na Água Fluidificada e revigoram a saúde do corpo e da Alma.

Na Cerimônia Mística pelo Fortalecimento da Família, uma Igreja Familiar é homenageada e recebe os benefícios espirituais pela força da oração; do toque da pedra  materializada pelos Irmãos Espirituais; da Água Fluidificada; e do canto da Música Legionária, que auxilia na revitalização emocional dos componentes da família. Todos recebem de Jesus, o Pai das Famílias, as Suas bênçãos.

Destacamos do artigo Família e direitos humanos, do escritor Paiva Netto, o seguinte trecho:

O ilustre Espírito Dr. Adolfo Bezerra de Menezes Cavalcanti (1831-1900), que foi prefeito da cidade do Rio de Janeiro no tempo do Império, numa mensagem por intermédio do Sensitivo Cristão do Novo Mandamento de Jesus, Chico Periotto, deu ênfase ao nosso tema de hoje. Peço-lhes a atenção para suas palavras:

"A existência na Terra é de luta — não há outra denominação melhor —, mas a tranquilidade de Alma existe quando vemos que as Forças Benditas envolvem a família e os casais, elevando-os a patamares de compreensão, buscando as sementes que germinaram os frutos da semeadura, por intermédio dos filhos.

"Apostemos na ideia das famílias unidas pelo Cristo de Deus. Apostemos nisso. Que a palavra da Boa Vontade de Deus possa fazer o trabalho preponderante do Bem e ser ouvida e seguida na Terra. (...)

"Falamos sobre a importância da egrégora familiar, assunto recorrente e sempre de necessária abordagem, porque necessitamos oferecer condições de segurança, principalmente às mulheres (na Humanidade), às mulheres esposas e às crianças, com a parede, com a muralha dos bons sentimentos e das boas ações, fazendo descer sobre elas a cachoeira espiritual de bons fluidos que vem do Etéreo.

"Muitos casais e muitas famílias se desfazem porque não se preocupam com o diálogo salutar, com a compreensão mútua, enfim, com a presença do símbolo da unidade familiar, cujos arroubos sempre causam transtornos perigosos, problemáticos e danos irreparáveis aos que postulam a sedimentação da família no planeta Terra.

"Constituímos nossas vidas, também no Etéreo, pelo espírito de família que trazemos dos laços aflorados e traduzidos em harmonia e união advindos da matéria. Somos mais felizes no Espaço quando encontramos o nosso verdadeiro Amor na Terra.

"Se Jesus aproximou, uniu e fez com que frutificasse o Amor por intermédio dos filhos, dos felizes filhos que desabrocham, temos que trabalhar para suprir as deficiências do cotidiano, da convivência, do livre-arbítrio e de raciocínios que, às vezes, fogem do verdadeiro prumo necessário ao desenvolvimento da família. (...)

"Saibam que, na Pátria da Verdade, não nos descuidamos das lutas em que todos estão envolvidos no mundo. Mas queremos ainda maior afinação dos seres terrestres com seus Anjos da Guarda. Não deixem vícios humanos atingir seus Espíritos nem suas famílias, principalmente esses vícios que são fartamente divulgados nas mídias. Desde um simples cigarro, aparentemente inofensivo, às drogas, às bebidas. Blindem, blindem suas Almas. O corpo, o vaso físico que todos recebem na encarnação presente, é instrumento de Deus emprestado, inclusive os órgãos genitais, pois procriam, interagem a energia do homem com a da mulher para a evolução, a continuidade na Terra".