“A morte não é o fim”. Inspire-se no relato de Fé Realizante de quem superou a perda de um ente querido

Clara Periotto
|
29/04/2015 às 18h15 - quarta-feira

Superar a morte de um ente querido é um desafio para toda família, pois há a saudade, a falta da companhia da pessoa querida. Desta forma, como lidar com a dor quando um familiar desencarna?  

Arte: Atalison Gimenes

Ao afirmar que “A morte não é o fim”, a Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo nos fortalece para compreender que a pessoa que desencarnou continua viva, apenas em outra dimensão, a Pátria Espiritual. Por isso, em seu artigo sobre o tema, o presidente-pregador da Religião Divina, José de Paiva Netto, também destaca: “O mundo espiritual não é uma abstração”.

+ O que fazer quando um ente querido desencarna? Como lidar com a dor?

Esse conhecimento foi o que confortou a vida da família de Joel Alves, ouvinte da Super Rede Boa Vontade de Rádio, em Ribeirão Preto, SP. Quando sua esposa Claudenice desencarnou, ele buscou forças nessa programação que leva a mensagem de Jesus, para confortar os seus filhos. “Para contar aos meus filhos a respeito da morte não precisei ir muito longe, fui buscar no Evangelho de Jesus a Prece do Pai-Nosso. Eu disse [a eles]: ‘Se todos os dias nós fizermos a Prece do Pai-Nosso, pedindo a Jesus e acreditando Nele para que seja feita vontade de Deus, entenderemos que Ele precisou da mãezinha de vocês no Mundo Espiritual’”.

+ Você mais perto de Jesus! Seja um mantenedor da Super Rede Boa Vontade de Comunicação; ligue 0300 10 07 940

Esse fortalecimento contribuiu para que a família encontrasse em Jesus, a Rocha Firme, a tranquilidade de alma que ajudou a superar o momento de desafio. “Acreditar no Cristo de Deus é a certeza de que ‘os mortos não morrem’, como ensina o Irmão Paiva. Só conhecendo a Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo para dar esse apoio, essa base moral, espiritual para que a gente possa prosseguir nos ensinamentos do Cristo e confiar realmente em Jesus. E assim foi feito para eu poder falar com meus filhos a respeito de que ‘não há morte em nenhum ponto do Universo’. É assim que a gente crê, no Cristo Vivo”, contou, emocionado.

 

 

Buscar a inspiração no Cristo de Deus é o caminho seguro para que, mesmo diante dos problemas, tenhamos dias, cada vez, melhores. “Jesus nos disse [em Seu Evangelho, consoante João, 14:18, e Mateus, 28:20: ‘Eu não vos deixarei órfãos e estarei convosco, todos os dias, até ao fim do mundo’, essas são as palavras que nos confortam, nos faz crescer moralmente e espiritualmente e não nos deixa esmorecer. Eu acredito que a Claudenice, na Pátria Espiritual, está muito feliz por continuar ajudando os filhos na Terra, porque esse amor é eterno”, finalizou.

VENHA ORAR CONOSCO E FORTALECER A SUA FAMÍLIA!

Em Ribeirão Preto, a Igreja Ecumênica da Religião Divina situa-se na Rua Rio de Janeiro, n.º 396, Campos Elíseos. Para outras informações, ligue: (16) 3604-4010.

Avalie este conteúdo