Como superar a morte de um ente querido?

A convicção da vida eterna é motivo de força e coragem para suplantarmos esses momentos de dor e sofrimento.

Da Redação
|
29/10/2019 às 14h00 - terça-feira

morte de um ente querido pode causar um sentimento muito doloroso a todos os familiares e amigos.

É natural sentir, por exemplo, a ausência da pessoa querida. Mas como superar a dor dessa separação? Onde encontrar forças para continuar a própria caminhada? Afinal, a morte não decretou o fim de tudo!

shutterstock

Sim, você leu corretamente. E para esclarecer esse ponto, vamos recorrer às palavras fraternas do presidente-pregador da Religião do Amor Universal, José de Paiva Netto:

"Aqueles que amamos não morrem jamais, mesmo já se encontrando no Mundo Espiritual. Muitos permanecem ao nosso lado, ajudando-nos; outros podem estar precisando de nossas preces. Oremos por eles, para que quando chegue a nossa vez alguém ore por nós, e agradeçamos a DEUS por ser DEUS de vivos". 

Esse esclarecimento encontra-se em seu livro Sagradas Diretrizes Espirituais da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, vol. I., no capítulo Não há morte em nenhum ponto do Universo.

O Presidente-Pregador da Religião do Amor Universal, José de Paiva Netto, traz também muitos esclarecimentos sobre como superar a saudade dos entes queridos.

Ele faz a leitura e comentários de sua obra Os mortos não morrem, destacando inclusive seu relato pessoal.

No Book trailer do livro, o autor comenta que, ao sentir saudade de seus pais, e de sua irmã mais nova, orou intensamente. Confira:

+ Veja, em uma Live, os passos para vencer a Depressão!

"Deus é Deus de vivos, não de mortos"

Conforme esclarece a doutrina ecumênica da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo: "Estamos corpo, mas somos Espírito". Esse, portanto, é o primeiro grande conforto para a nossa Alma: saber que o nosso ente querido continua vivo, não deixou de existir após a morte. 

Esse ensinamento inspira-se em Jesus, que assim declarou em Seu Santo Evangelho, segundo Marcos, 12: 27: "(...) Deus é Deus de vivos, não de mortos".

 Portanto, Ele próprio, o Cristo de Deus, expressa o maior exemplo de Amor e dedicação a todos nós, ao nos esclarecer que a vida continua mesmo após o fenômeno da morte (fim do corpo carnal), porque a vida Espiritual nunca cessa.

“Deus é Espírito”, asseverou também o Divino Amigo à Mulher Samaritana, no poço de Jacó, consoante a Sua Boa Nova, segundo João, 4: 24, e todos nós somos Espíritos, pois fomos criados à imagem e semelhança do Pai Celeste (Gênesis Mosaica, 1:26).

Portanto, todos recebemos esse dom da Vida Eterna, e mais, ninguém encontra-se desamparado, tanto na Terra quanto no Céu.

É verdade que não mais podemos ver e ouvir diretamente e a todo momento a pessoa querida (pois ela já não vive no corpo carnal), mas ela continuará viva em seu corpo espiritual.

Desta forma, será possível sentir com o coração; e no momento certo, ter a presença desses entes queridos entre nós ou encontrar com eles por meio de sonhos, por exemplo. 

+ O que são sonhos? Eles têm algo a nos revelar?

No livro Jesus, a Dor e a Origem de Sua Autoridade - O Poder do Cristo em Nós, o escritor Paiva Netto afirma que Jesus "é o Amor que nunca morre”, por isso esse amparo às nossas Almas é permanente; O Cristo Ecumênico, Divino Estadista, que é a verdadeira Esperança, é Eterno. Pense nisso! 

Veja o exemplo de quem superou a “morte” da mãe e venceu a depressão

Superando a Dor

Se nesse momento você está sofrendo com a morte de alguma pessoa querida, convidamos você a parar um instante e acompanhar (e fazer junto) a prece ecumênica do Pai-Nosso, a oração ecumênica que o próprio Jesus nos deixou. Acredite, vai fazer muito bem ao seu coração.

A dor, apesar de ser muito grande, vai passar. Contudo, a convicção da vida eterna sempre será motivo de força e coragem para suplantarmos esses momentos de dor e sofrimento.

Ao compreender esses ensinamentos, com o tempo, a dor da separação e a saudade vão sendo aliviadas, mesmo que não seja fácil. É importante lembrar que cada um tem o seu tempo, ele não é igual para todas as pessoas.

Contudo, ao desejarmos seguir em frente, encaminhando sempre ao Espírito Eterno de quem partiu as nossas preces e melhores vibrações, com isso, a tristeza e angústia vão dando lugar a novos sentimentos. A pessoa amada sempre terá um lugar importante na nossa vida e jamais será esquecida, mas o sentimento será de tranquilidade e de Paz.

+ Confira uma seleção ecumênica de preces e ore por aqueles que se encontram vivos, no Mundo Espiritual

"VIDA APÓS A MORTE E O ENFRENTAMENTO DO LUTO"

Realizemos nossas preces em favor daqueles que estão desencarnados, irradiando pelo nosso Bom pensamento e pelo nosso coração vibrações e energias de paz que contribuirão e muito para a continuidade da vida desse ente querido. Em sua mais recente obra literária "Os mortos não morrem", o escritor Paiva Netto apresenta outro importante esclarecimento. Confira:

A morte é um fenômeno natural da vida e exige adaptações tanto para aqueles que retornam ao Plano Espiritual quanto para os que permanecem na Terra. A saudade manifesta-se neste lado da existência, bem como no de lá, porque o sentimento de Amor Fraterno mantém as Almas interligadas. O luto é um processo que precisa ser respeitado. É humano. Devemos oferecer compreensão e apoio para que ninguém se sinta sozinho nesse instante. Todavia, sempre cordialmente orientamos que não se cultive vibrações de tristeza, pois isso também alcança o Espírito que está em recuperação, estando ela ou ele muito mais sensível àquilo que lhe transmitem. Daí a necessidade de nos recordarmos com muito carinho daqueles que nos antecederam à Grande Pátria da Verdade, resgatando as memórias felizes, fazendo com que recebam de nós somente o melhor de que dispomos no coração. Certamente, isso nos abastecerá e nos tornará fortes para suplantar quaisquer adversidades no caminho. Ter essa certeza de que as pessoas que tanto amamos prosseguem suas jornadas no Além¹ nos capacita a atravessar esses momentos.

A fim de que sejam amainadas as dores do coração, estas fortalecedoras palavras de Jesus para vencermos com o Amparo Bendito Dele:

‘Vinde a mim todos vós que estais cansados e oprimidos, e Eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, que sou pacífico e humilde de coração, e achareis descanso para as vossas Almas. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve (Evangelho, segundo Mateus, 11:28 a 30)’.

 

+ Ouça de hora em hora um Momento Ecumênico de Prece

Fortaleçamos através da prece nosso Espírito e o daqueles que amamos, no mundo espiritual. Continuemos a nossa marcha terrena na certeza de que o Divino Mestre não nos desampara em nenhum momento da nossa vida, bem como não abandona nossos entes queridos que hoje habitam o Mundo Espiritual. Graças a Deus!

Venha ser feliz na Religião do Terceiro Milênio!

Compreenda mais sobre esses e outros assuntos da Espiritualidade. Jesus escolheu você. Atenda, na Religião do Amor Universal, ao Divino chamado do Mestre. Dirija-se ao Templo da Boa Vontade, em Brasília, DF, ou à Igreja Ecumênica da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo mais próxima de você. Para mais informações, ligue: 0300 10 07 940 (custo de uma ligação local mais impostos).

Avalie este conteúdo