Como superar a morte de um ente querido?

A convicção da vida eterna é motivo de força e coragem para suplantarmos esses momentos de dor e sofrimento.

Da Redação
|
29/10/2020 às 14h00 - quinta-feira

Como superar a morte de um ente querido?

morte de alguém que amamos pode causar um sentimento muito doloroso a todos os familiares e amigos. Como superar a morte de um ente querido?

Principalmente neste tempo tão desafiador em que vivemos por conta da pandemia, muitos de nós não conseguimos, por exemplo, realizar uma cerimônia de passagem que desajamos para aqueles que amamos e partiram para o Outro Lado da Vida.

Clique aqui e faça a sua homenagem a quem você ama?

É natural sentir, por exemplo, a ausência da pessoa querida. Mas como superar a dor dessa separação? Como superar a morte de um pai, uma mãe, um filho, enfim, de algum ente querido?

Onde encontrar forças para continuar a própria caminhada? Afinal, a morte não decretou o fim de tudo!

+ Como lidar com o luto na pandemia do coronavírus?

+ Sentimento de culpa: como superar?

shutterstock

Sim, você leu corretamente. E para esclarecer esse ponto, vamos recorrer às palavras fraternas do presidente-pregador da Religião do Amor Universal, José de Paiva Netto:

"Aqueles que amamos não morrem jamais, mesmo já se encontrando no Mundo Espiritual. Muitos permanecem ao nosso lado, ajudando-nos; outros podem estar precisando de nossas preces. Oremos por eles, para que quando chegue a nossa vez alguém ore por nós, e agradeçamos a DEUS por ser DEUS de vivos". 

Como superar a morte e o luto por um ente querido?

Esse esclarecimento encontra-se em seu livro Sagradas Diretrizes Espirituais da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, vol. I., no capítulo Não há morte em nenhum ponto do Universo.

O Presidente-Pregador da Religião do Amor Universal, José de Paiva Netto, traz também muitos esclarecimentos sobre como superar a saudade dos entes queridos.

Ele faz a leitura e comentários de sua obra Os mortos não morrem, destacando inclusive seu relato pessoal.

No Book trailer do livro, o autor comenta que, ao sentir saudade de seus pais, e de sua irmã mais nova, orou intensamente. Confira:

+ Como lidar com o luto na pandemia do coronavírus?

+ Veja, em uma Live, os passos para vencer a Depressão!

+ Sentimento de culpa: como superar?

"Deus é Deus de vivos, não de mortos"

Conforme esclarece a doutrina ecumênica da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo: "Estamos corpo, mas somos Espírito". Esse, portanto, é o primeiro grande conforto para a nossa Alma: saber que o nosso ente querido continua vivo, não deixou de existir após a morte. 

Esse ensinamento inspira-se em Jesus, que assim declarou em Seu Santo Evangelho, segundo Marcos, 12: 27: "(...) Deus é Deus de vivos, não de mortos".

 Portanto, Ele próprio, o Cristo de Deus, expressa o maior exemplo de Amor e dedicação a todos nós, ao nos esclarecer que a vida continua mesmo após o fenômeno da morte (fim do corpo carnal), porque a vida Espiritual nunca cessa.

“Deus é Espírito”, asseverou também o Divino Amigo à Mulher Samaritana, no poço de Jacó, consoante a Sua Boa Nova, segundo João, 4: 24, e todos nós somos Espíritos, pois fomos criados à imagem e semelhança do Pai Celeste (Gênesis Mosaica, 1:26).

Portanto, todos recebemos esse dom da Vida Eterna, e mais, ninguém encontra-se desamparado, tanto na Terra quanto no Céu.

É verdade que não mais podemos ver e ouvir diretamente e a todo momento a pessoa querida (pois ela já não vive no corpo carnal), mas ela continuará viva em seu corpo espiritual.

Desta forma, será possível sentir com o coração; e no momento certo, ter a presença desses entes queridos entre nós ou encontrar com eles por meio de sonhos, por exemplo. 

+ Como lidar com o luto na pandemia do coronavírus?

+ O que são sonhos? Eles têm algo a nos revelar?

+ Sentimento de culpa: como superar?

Lembremos sempre que o amparo de Jesus é permanente; O Cristo Ecumênico, Divino Estadista, que é a verdadeira Esperança, é Eterno.

Veja o exemplo de quem superou a “morte” da mãe e venceu a depressão

Superando a Dor

Se nesse momento você está sofrendo com a morte de alguma pessoa querida, convidamos você a parar um instante e acompanhar (e fazer junto) a prece ecumênica do Pai-Nosso, a oração ecumênica que o próprio Jesus nos deixou. Acredite, vai fazer muito bem ao seu coração.

A dor, apesar de ser muito grande, vai passar. Contudo, a convicção da vida eterna sempre será motivo de força e coragem para suplantarmos esses momentos de dor e sofrimento.

Ao compreender esses ensinamentos, com o tempo, a dor da separação e a saudade vão sendo aliviadas, mesmo que não seja fácil. É importante lembrar que cada um tem o seu tempo, ele não é igual para todas as pessoas.

Contudo, ao desejarmos seguir em frente, encaminhando sempre ao Espírito Eterno de quem partiu as nossas preces e melhores vibrações, com isso, a tristeza e angústia vão dando lugar a novos sentimentos.

Leia mais:

+ Como lidar com o luto na pandemia do coronavírus?

+ Sentimento de culpa: como superar?

A pessoa amada sempre terá um lugar importante na nossa vida e jamais será esquecida, mas o sentimento será de tranquilidade e de Paz.

+ Confira uma seleção ecumênica de preces e ore por aqueles que se encontram vivos, no Mundo Espiritual

"VIDA APÓS A MORTE E O ENFRENTAMENTO DO LUTO"

Realizemos nossas preces em favor daqueles que estão desencarnados, irradiando pelo nosso Bom pensamento e pelo nosso coração vibrações e energias de paz que contribuirão e muito para a continuidade da vida desse ente querido.

Em sua mais recente obra literária "Os mortos não morrem", o escritor Paiva Netto apresenta outro importante esclarecimento. Confira:

A morte é um fenômeno natural da vida e exige adaptações tanto para aqueles que retornam ao Plano Espiritual quanto para os que permanecem na Terra. A saudade manifesta-se neste lado da existência, bem como no de lá, porque o sentimento de Amor Fraterno mantém as Almas interligadas. O luto é um processo que precisa ser respeitado. É humano. Devemos oferecer compreensão e apoio para que ninguém se sinta sozinho nesse instante. Todavia, sempre cordialmente orientamos que não se cultive vibrações de tristeza, pois isso também alcança o Espírito que está em recuperação, estando ela ou ele muito mais sensível àquilo que lhe transmitem. Daí a necessidade de nos recordarmos com muito carinho daqueles que nos antecederam à Grande Pátria da Verdade, resgatando as memórias felizes, fazendo com que recebam de nós somente o melhor de que dispomos no coração. Certamente, isso nos abastecerá e nos tornará fortes para suplantar quaisquer adversidades no caminho. Ter essa certeza de que as pessoas que tanto amamos prosseguem suas jornadas no Além¹ nos capacita a atravessar esses momentos.

A fim de que sejam amainadas as dores do coração, estas fortalecedoras palavras de Jesus para vencermos com o Amparo Bendito Dele:

‘Vinde a mim todos vós que estais cansados e oprimidos, e Eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, que sou pacífico e humilde de coração, e achareis descanso para as vossas Almas. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve (Evangelho, segundo Mateus, 11:28 a 30)’.

 

+ Ouça de hora em hora um Momento Ecumênico de Prece

Fortaleçamos através da prece nosso Espírito e o daqueles que amamos, no mundo espiritual. Continuemos a nossa marcha terrena na certeza de que o Divino Mestre não nos desampara em nenhum momento da nossa vida, bem como não abandona nossos entes queridos que hoje habitam o Mundo Espiritual. Graças a Deus!

+ Como lidar com o luto na pandemia do coronavírus?

+ Sentimento de culpa: como superar?

Receba mais contédos elevados

E nós convidamos você a se inscrever no cadastro abaixo para continuar recebendo conteúdos de Paz e Conforto Espiritual.

Não se preocupe, pois não vamos lotar sua caixa de e-mail e você pode abrir sempre que sentir em seu coração.

Que Jesus fortaleça hoje e sempre o seu coração.

Avalie este conteúdo