Como manter um relacionamento duradouro e seguro?

Rosângela Oliveira*
|
11/06/2014 às 20h18 - quarta-feira

Felizes para sempre! Como manter um relacionamento duradouro, seguro, firmado no Amor Divino e na confiança? Quando amamos, desenvolvemos, em nosso íntimo e em nossa alma, a satisfação de estar ao lado da pessoa amada. Mas isso tem sido cada vez mais um desafio, especialmente quando muito se fala que o verdadeiro Amor acabou, que isso é uma ilusão. Ao que parece, a moda é ser infiel, trair e mentir. Há quem acredite ainda que o diálogo franco, verdadeiro, é coisa de Amor à moda antiga. Grande engano!

Shutterstock

Na verdade, essa deturpação só ocorre quando a visão não está firmada no prisma da Espiritualidade Ecumênica (aquela que sabe que "estamos corpo, mas somos espírito", como ensina Paiva Netto, Presidente-Pregador da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo). É evidente que na convivência podem surgir divergências (que são normais, diga-se de passagem). O que não é necessariamente negativo, ao contrário: sempre podemos aprender com as opiniões diferentes.

O que não é saudável é quando os ânimos se exaltam e a discussão fica mais importante do que a conciliação, porque muitas vezes todos queremos dar a palavra final... E quando isso ocorre, muitas vezes não utilizamos as palavras certas e passamos a ferir a quem amamos. Resultado: desentendimentos que muitas vezes desgastam este elo tão forte que é o Amor.

Vivian R. Ferreira

DIA 21/10 — O casal Filomena Felisbina da Silva e Amado Vieira da Silva, de Uberlândia/MG, chegam para as comemorações dos 22 anos do Templo da Boa Vontade. Felizes, completaram 54 anos de casados e participarão da 36ª Festa dos Casais Legionários.

Diante disso, temos um desafio: como saber qual é o momento de calar e qual o de falar? Nos adverte Jesus, no seu Evangelho segundo Mateus 12: 33 a 37, sobre a necessidade de não proferirmos palavras frívolas, pois são elas que nos justificam, que apresentam o que habita em nosso coração. Um caminho bem simples (como tudo que vem de Deus) é a oração! Através da prece e do diálogo sincero, firmado na Espiritualidade Elevada, o casal consegue encontrar a reconciliação e o entendimento.


Ouça a "Prece aos que se Amam"


Mas como se conversar, se existe um conflito? Ensina o Irmão Paiva Netto: “O coração torna-se mais propenso a ouvir quando o amor é o fundamento do diálogo”. Isso significa ser sincero e justo, falar com equilíbrio e sempre orar antes de resolver qualquer problema. Quando a verdade está sempre em nossa palavra e ação não viramos o nosso rosto diante dos problemas, não temos medo de enfrentá-los e não os enfrentamos de maneira equivocada.


Sobre como é importante ter cuidado com o que falamos, nos adverte a Dialética da Boa Vontade, no título "Saber Calar" (Diretrizes Espirituais da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, volume II, página 145, 1ª edição): “Facultou Deus aos Homens o inestimável dom da palavra, a fim de que se entendessem e mais se aproximassem uns dos outros; mas eles fizeram da Dádiva Divina um instrumento de que se servem mais para se desunirem do que para promover o intercâmbio leal da compreensão e da Fraternidade".


Arte: Atalison Gimenes

A tranquilidade de Alma e de coração traz até nós os Espíritos de Deus, que nos intuem para melhor condução de nossa vida. Portanto, não devemos pedir a eles que resolvam os problemas por nós, mas que nos ajudem a ter discernimento para agir melhor e que influenciem os que amamos para que ajam de maneira equilibrada também. E isso significa reeducar a nós mesmos e aos nossos relacionamentos, como ensina o presidente-pregador da Religião do Amor Universal, para sabermos viver com amor Divino, vivendo os melhores pensamentos, palavras e ações e, juntos, aprender a buscar a Paz interior, tão necessária para a nossa convivência.

E isso tudo é uma construção diária. Só é possível se cultivarmos a amizade, o companheirismo, o afeto, carinho, o perdão, a Caridade. Sim, a Caridade, definida como Amor a Deus e ao próximo, benevolência, bondade, compaixão. Se a caridade é um ato de amor, porque não vivenciarmos no relacionamento cotidiano? Devemos nos empenhar, nesse sentido todos os dias e buscar em Deus a disposição para renovar nossas forças para que possamos prosseguir em nossas lutas com determinação no Bem.

Encontre na Religião do Terceiro Milênio o fortalecimento para sua Alma e a coragem para vencer os desafios da vida. Consulte o endereço da Igreja Ecumênica da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo mais próxima de você e venha orar conosco! Informações pelo telefone: 0300 10 07 940 (custo de ligação local + impostos).
_______________
* Rosângela Oliveira é pregadora-ecumênica da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo.

Avalie este conteúdo