Como falar de Jesus com simplicidade e clareza?

7 passos para tocar os corações e arrebatá-los para a Mensagem do Divino Mestre.

Isaías Nascimento
|
19/03/2021 às 15h55 - sexta-feira

Neste post, você aprenderá como falar de Jesus de forma simples e bem fundamentada no Santo Evangelho Dele, que é o nosso “Bom [e Divino] Pastor” (Boa Nova, segundo João, 10:11).

O nosso coração em algum momento foi tocado pela palavra de Deus. A nossa Alma ficou comovida diante dos ensinamentos aprendidos que nos transformaram extraordinariamente para melhor!

Felizes diante daquilo que recebemos de graça, queremos agora proclamar ao mundo inteiro essas lições Eternas!

Então, como falar de Jesus para amigos, familiares, colegas de trabalho e aqueles que fazem parte de nossa comunidade? Como explicar a Sua divina contribuição para todos os campos da vida humana e espiritual?

Como falar de Jesus: dicas de como começar

1. Conhecer e viver Jesus a cada dia

Em primeiro lugar, precisamos conhecer o Cristo e entender como Ele lidava e convivia com todos.

Esse texto, que você lê, nasce do que aprendemos com o presidente-pregador da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, José de Paiva Netto, que em todas as suas pregações ensina a importância de falar de Jesus, viver o Cristo e viver por Ele na Terra, sem fanatismo e intolerância, mas sempre com equilíbrio, respeito e empatia.

Portanto, precisamos nos debruçar sobre Seus ensinamentos e, principalmente, viver as Suas lições, se não, nossa palavra estará vazia, cheia de conselhos bem formulados, contudo, distantes das Almas que nos ouvem ou leem.

Jesus nos orientou ao dizer: “fala a boca do que está cheio o coração” (Evangelho, segundo Mateus, 12:34). Ou seja, nosso Espírito expressa, em forma de palavras, aquilo que o nosso coração carrega.

Por isso, precisamos cuidar do nosso interior, dos sentimentos e pensamentos que cultivamos em nós, e enriquecê-lo com as orientações e a prática das Boas Obras trazidas pelo Divino Amigo, o que irá nos curar e salvar diariamente.

Vivian R. Ferreira

LEIA MAIS: 

+ Saiba como explicar este chamado de Jesus, em Seu Apocalipse: “Eis que estou à porta e bato” (Carta à Igreja em Laodiceia, 3:20)

Aprenda a estudar os ensinamentos do Cristo em sua casa

+ Conheça e se aprofunde nas 21 Chaves Iniciáticas da Religião Divina

2. Mostrar como as Lições Divinas se aplicam no dia a dia

A vida de Jesus foi comunicar as Leis de Deus e mostrar como essas lições se aplicam em nossa vida diária. Considerando o contexto em que estava, Ele adequava Sua forma de ensinar para que o público O ouvisse e entendesse Seu recado divino.

didática do Educador Celeste pode ser observada nas parábolas que traziam profundos ensinamentos através de histórias com personagens e situações do cotidiano daquele povo. E, assim, precisamos fazer ao falarmos Dele e Sua doutrina. 

Se nos dirigimos a um educador, apresentar exemplos de sala de aula; se for um gestor, mostrar aplicações no trabalho; se nos referirmos a vivência doméstica, mostrar fatos do contexto familiar nos seus diversos formatos; e por aí vai.

3. Ouvir e valorizar a bagagem espiritual, moral e cultural que cada um tem

Não podemos também desvalorizar a bagagem da outra pessoa. Pois, trata-se de um diálogo, portanto, uma interação. Para falar de Jesus, precisamos saber ouvir.

Em Seu Santo Evangelho, os discípulos registraram a postura do Mestre que ouviu a súplica comovida da Mulher Cananeia que clamava pela saúde de sua filha (Mateus, 15:21 a 28). Ouviu o doutor da Lei que alta madrugada vinha falar com Ele para entender as Leis Celestes (João, 3:1-15). 

Ouviu a súplica do Centurião que buscava a saúde plena para seu criado (Mateus, 8:5-13). Ouviu o desespero do cego de Jericó que gritava na beira da estrada (Marcos, 10:46-52).

Jesus ouvia a todos, nos ensinando que para bem falarmos de Suas lições necessitamos ouvir as pessoas também, considerar os seus anseios. 

Tela: Henry Ossawa Tanner (1859-1937)

Detalhe da obra: Nicodemos visita Jesus.

Como um professor que presta atenção na dúvida do aluno  para melhorar a aula. Um amigo que escuta com atenção o outro e não zomba de seu sofrimento. Um bom chefe que considera as observações da equipe e não teme perder a autoridade por isso, ele se aprimora com elas. 

Ouvir tem a ver com escutar, refletir e, inspirados pelos Espíritos de Luz e nossos Anjos da Guarda, buscar a melhor solução para cada questionamento.

4. Oferecer o amparo é seguir Jesus

O Divino Mestre também amparava as criaturas que O procuravam. Jesus escutava e cuidava para que as Almas sofridas recebessem o esclarecimento espiritual.

 Ao receber uma dúvida, um anseio, uma preocupação, precisamos falar de temas que vão reerguer o Espírito. Ao conversar com a Mulher Cananeia, Ele valorizou seu gesto de coragem e ainda curou sua filha a distância.

E, ainda, esclareceu a Nicodemos sobre a eternidade da Vida - mesmo que o doutor da Lei ainda não entendesse o tema de forma ampla naquele momento.

A nossa palavra precisa amparar as criaturas. Independentemente da classe social, etnia, nacionalidade, gênero, o verbo precisa confortar o coração, pois quando sintonizado na compaixão Divina, ele atingi fraternalmente às Almas.

O saudoso Irmão Alziro Zarur (1914-1979), proclamador da Religião Divina, nos ensina que “Uma palavra pode salvar uma vida. Uma palavra pode perder uma vida”.

Muitas vezes, o íntimo está revolto diante dos problemas da vida. Então, nossa conduta precisa ser de amparo e compreensão. A palavra ou texto ríspido apenas afasta e deixa uma sensação de juízo moral hipócrita. 

Agora, quando feitos com carinho, compaixão e inteligência deixam a criatura renovada e aberta para buscar caminhos novos no Bem.

shutterstock

5. Fazer a Oração é o início do preparo

Jesus nos ensinou a orar e ainda deu exemplos práticos disso. No momento mais doloroso de Sua Primeira Vinda Visível à Terra, Ele orou, buscando em Deus forças e sabedoria para cumprir Seu Desiderato, isto é, Sua Divina Missão (Evangelho, segundo Mateus, 26:36-46).

Antes da multiplicação de pães e peixes, o Divino Mestre rogou aos céus para que abençoasse os recursos doados e o fato extraordinário ocorreu (Boa Nova, segundo Lucas, 9:10-17).

A prece nos coloca em sintonia com os Espíritos de Deus que nos ajudarão a falar das lições de Jesus com sabedoria, sem arrogância, pretensão e personalismo. Então, peçamos em prece a Sua inspiração para proferirmos palavras que confortem e iluminem, da forma correta e no momento mais apropriado.

Podemos também pedir por aqueles que nos ouvirão, rogando aos seus Anjos da Guarda que, por meio da intuição, facilitem o diálogo e ajudem para que as melhores decisões sejam percebidas e tomadas.

Aqui está uma sequência de Preces que vão lhe fazer muito bem e lhe preparar para sua missão de falar sobre Jesus:

 

6) Comunicar com fidelidade o que Jesus sempre comunicou

Na passagem do Evangelho “A Ordem para a Evangelização” (Evangelho, segundo Marcos, 16:14-18), o Divino Pedagogo nos convida a comunicar, e não é qualquer coisa, é anunciar o Reino de Deus:

“Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura”.

Sobre o tema, ensina o Irmão Paiva, em seu artigo Extraordinária missão dos Fiéis Mensageiros de Deus: 

"É necessário ter cuidado ao propagar o que Jesus deixou escrito por intermédio dos Evangelistas. Se você não estiver transmitindo corretamente os ensinamentos do Cristo Ecumênico, o Divino Estadista, a pessoa que os ouvir creditará a Ele a má lição recebida.  Ao deturpar preceitos celestes, o vacilante ficará numa posição delicada perante a Justiça Eterna, pois estará servindo de instrumento ao 'lobo invisível', para o desvio das ovelhas do Senhor”. 

Mais adiante, o autor nos convida a pensar sobre qual sentimento deve inspirar a forma de falarmos de Jesus:

“A fim de ser fiel mensageiro da Palavra de Deus, o evangelizador não precisa inventar nada. Basta que abra e leia o Evangelho-Apocalipse de Jesus com o coração iluminado pelo Amor Fraterno e o cérebro esclarecido pela Verdade Divina. Analise tudo em Espírito e Verdade, à luz do Novo Mandamento do Sublime Pegureiro — 'Amai-vos como Eu vos amei. Somente assim podereis ser reconhecidos como meus discípulos' (Evangelho do Cristo, segundo João, 13:34 e 35). O que sempre se deve guardar na mente é que não se pode pregar com ódio o que o Pai Celestial ensinou com Amor. No dia em que todos dessa forma estudarem a Boa Nova e o Livro das Profecias Finais, chegaremos à curul, ao apogeu, dessa tarefa extraordinária, que Jesus concedeu à nossa modesta capacidade. O Mestre pode parecer, a certos olhos humanos, divinamente incoerente. No entanto, Ele não o é”. 

Aqui está uma série de pregações ecumênicas do presidente-pregador da Religião Divina para você se inspirar em sua jornada missionária:

 

7) Use a tecnologia para cumprir a Sagrada Missão do “Ide e Pregai”, de Jesus

A tecnologia tem sido uma grande aliada durante a pandemia para ficarmos perto de nossos familiares e entes queridos, mesmo mantendo o distanciamento social recomendando por conta da Covid-19. 

Pela internet, os corações foram aproximados, a saudade que antes existia e dilacerava a Alma foi amenizada. Ela nos permite ver o outro e ainda ouvi-lo. Agradeçamos a Deus por este recurso que tem sido uma benesse para nós nestes tempos conturbados e a usemos também em de prol de nossos irmãos em Humanidade.

Como falar de Jesus pelas ferramentas digitais?

A Religião do Terceiro Milênio, com seus serviços on-line, tem nos ensinado importantes ferramentas para pregarmos sobre Jesus mesmo à distância:

- Fazer uma videochamada com um familiar, amigo ou conhecido para ouvir a sua súplica, saber como está e oferecer uma palavra de conforto, uma prece, um capítulo do Evangelho-Apocalipse de Jesus ou dos livros físicos e digitais da Religião Divina;

- Convidá-lo para participar de sua Cruzada do Novo Mandamento de Jesus no Lar, em formato digital. Lembrando que vocês também podem contar com a presença de um pregador-ecumênico da Religião do Terceiro Milênio para conduzir este momento.

- Gravar um áudio no início do dia oferecendo as vibrações de Jesus para aquela manhã que surge, junto com uma Música Legionária, por exemplo.

Mandar uma mensagem de texto ou uma peça destacando um versículo de Jesus ou uma lição da Religião do Amor Universal. E, esse irmão ou irmã, feliz pela mensagem que recebeu, pode colocar no status de seu celular ou em suas redes sociais. Veja algumas peças já prontas em nosso Facebook e Instagram.

- Ao acessar esse conteúdo divino aqui, no Portal da Religião do Terceiro Milênio, ou do aplicativo Boa Vontade Play, você pode dar print na tela daquilo que mais gostou e compartilhar a imagem ou o link da mensagem.

LEIA MAIS: 

Saiba como explicar este chamado de Jesus, em Seu Apocalipse: “Eis que estou à porta e bato” (Carta à Igreja em Laodiceia, 3:20)

Aprenda a estudar os ensinamentos do Cristo em sua casa

Conheça e se aprofunde nas 21 Chaves Iniciáticas da Religião Divina

Falar de Jesus está ao alcance de todos! 

Falar do Cristo é um assunto amplo e nesse breve texto não conseguiremos abordar todos os ângulos dessa tarefa divina. Mas o que seria essencial diante de tudo isso?

Dedicarmos um tempo de nossa agenda diária e semanal para estudar e nos aprofundar nas lições da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo e, principalmente, ouvir e assistir ao Irmão Paiva Netto, na Super Rede Boa Vontade de Comunicação (rádio, TV e internet).

Teremos assim, ensinamentos diários de como falar de Jesus.

E se você sente que precisa de um apoio maior para saber como começar a cumprir essa nobre missão, converse conosco e tire suas dúvidas, clicando no botão abaixo. Faremos questão de lhe passar mais orientações.

Seja sempre muito bem-vinda e muito bem-vindo a Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo:

Avalie este conteúdo