Religião do Terceiro Milênio participa da 14ª Noite de Oração pela Paz em Maringá, PR

Da Redação
|
15/09/2017 às 17h15 - sexta-feira

Maringá, PR — Nessa quinta-feira, 21, a Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo participou, na cidade Canção, como conferencista da 14ª Noite de Oração pela Paz, evento que contou com a presença de diversas tradições religiosas. O objetivo do encontro foi o de orar pela Paz Mundial, promovendo um momento de união entre todos. A solenidade, aberta ao público, ocorreu no auditório Dona Guilhermina (Avenida Tiradentes, 740).

VEJA FOTOS DO EVENTO:

A Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo tem sua doutrina fundamentada no Novo Mandamento de Jesus — “Amai-vos como Eu vos amei. Somente assim podereis ser reconhecidos como meus discípulos” (Evangelho do Cristo de Deus, segundo João, 13:34 e 35) —, a Lei de Fraternidade Universal e do Amor Solidário Divino.

Eduardo Almeida

Maringá, PR — A participação da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo na 14ª Noite de Oração pela Paz foi divulgada no “Programa da Ju”, da TV Maringá (afiliada da Band). Na foto, a partir da esquerda, estão o ministro-pregador da Religião Divina Émerson Damásio; a apresentadora Juliana da Rocha; a pregadora ecumênica da Religião Divina Márcia; a voluntária da LBV Jacqueline Pereira; e Eduardo Almeida, também da Religião do Terceiro Milênio.

Por meio de sua mensagem de Paz e de Caridade Completa — material e Espiritual — a Religião do Terceiro Milênio prega o Ecumenismo Irrestrito, na busca da vivência da Paz, da fraternidade e do respeito para a construção de uma sociedade Solidária Altruística e Ecumênica.

Contribuição ecumênica

Arquivo LBV

Em 7 de janeiro de 1950, Alziro Zarur comanda a primeira reunião ecumênica da Legião da Boa Vontade, a Cruzada de Religiões Irmanadas, pela qual pioneiramente preconizava o interrelacionamento religioso. Ela foi realizada no Salão do Conselho da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), no Rio de Janeiro, RJ, da qual Leopoldo Machado foi um dos oradores. Na foto superior, ao lado direito de Zarur, que aparece em pé, Teles da Cruz (Catolicismo), à esquerda Murilo Botelho (Esoterismo) e Ascânio Farias (Positivismo).

A contribuição da Religião do Amor Universal para o diálogo entre as diversas tradições religiosas e espirituais tem como fundamento o Ecumenismo proposto por ela já nos seus primórdios e que vêm sendo desenvolvido em ações práticas desde 1940, quando o saudoso Irmão Alziro Zarur (1914-1979), proclamador da Religião do Terceiro Milênio, começou no Brasil, na sede da ABI, Associação Brasileira de Imprensa, no Rio de Janeiro, o diálogo inter-religioso com a Cruzada de Religiões Irmanadas, cujo lançamento ocorreu em 7 de janeiro de 1950, na qual representantes de diversas tradições espirituais e de campos do pensamento humano puderam harmoniosamente discorrer sobre suas visões acerca do tema em questão. Antecipava-se o que viria a se chamar diálogo inter-religioso, e concretizavam-se preceitos que Zarur defendia desde moço, na década de 1920.  O evento ocorreu no salão do conselho da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e foi fruto de reuniões preparatórias realizadas em outubro, novembro e dezembro de 1949, na sala da diretoria daquela respeitada instituição.

+ Conheça mais sobre os 4 Pilares do Ecumenismo, tese de Vanguarda da Religião Divina.

Avalie este conteúdo