Como ser um exemplo de pai?

Carlos Eduardo Fernandes
|
09/08/2017 às 13h15 - quarta-feira

Nas comemorações do Dia dos Pais, não deixemos de prestar homenagens a esses protetores da família. Parabéns aos pais biológicos, adotivos e tantas outras figuras paternas que estão presentes nas diversas formações familiares. Como nos lembra o presidente-pregador da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, José de Paiva Netto, para aqueles que dão origem a realizações no Bem: 

"Já expliquei que pai também é aquele que faz nascer boas obras — como que suas filhas —, o que levanta indispensáveis construções espirituais e sociais — como que seus filhos. Grandes figuras da Humanidade não foram genitores no sentido literal da palavra, contudo trouxeram à Terra filhos livros, descobertas científicas e desbravamentos filosóficos, morais, políticos, religiosos. São admiráveis descendentes que beneficiam multidões, geração após geração", artigo Pais de boas obras.

E, por falar em boas obras, que tal pensarmos sobre os bons exemplos que devem ser transmitidos aos filhos? Como ser um exemplo de pai?

shutterstock

Exemplo de Pai

Ninguém deseja ver seus filhos sofrendo. Contudo, os desafios estão presentes em todas as fases da vida, inclusive, na infância e na adolescência. Por isso, cabe aos responsáveis darem as orientações necessárias para que os filhos saibam conduzir e tomar as melhores decisões no seu a dia a dia, seja na presença ou na ausência dos mais velhos. E qual a melhor forma de educar senão pelo bom exemplo dentro de casa?

+ A importância do Perdão na União das Famílias.

Quando um casal tem o costume de brigar e, frequentemente, na presença dos filhos, algumas ideias equivocadas estão sendo transmitidas naquele momento, como: "é necessário gritar para ser ouvido" ou “não é possível resolver os problemas com calma”. Nenhum de nós é perfeito, temos muito ainda o que melhorar, mas se queremos o bem desses seres que foram colocados por Deus em nosso lar, sob nossa responsabilidade, existe um Divino Modelo de Justiça e de Bondade que pode ser seguido por todos nós, portanto, seguiremos o exemplo de Jesus.    

Um novo olhar

Quando o sofrimento bate à nossa porta, ele nos ensina a olharmos para antigos hábitos de forma diferente. Então, que tal elevar os olhos aos Céus e buscar a ajuda em Jesus, o Educador Celeste? Nos Seus sublimes ensinamentos aprenderemos a como criar confiança, diálogo, paciência, união e outros elementos necessários para a paz e a segurança no lar. Nele, encontraremos as diretrizes para essa desafiadora, corajosa e feliz empreitada em educar os filhos, começando pela reeducação de nós mesmos, a fim de sermos um exemplo de pai

Tela: James Tissot (1836-1902)

Título da obra: Jesus acalmando a tempestade.

Na passagem bíblica Jesus incentiva a orar, o Cristo traz importantes esclarecimentos às famílias. Leiamos, em Espírito e Verdade, à Luz do Seu Novo Mandamento, a Boa Nova do Divino Mestre, segundo Mateus, 7: 7 a 12: 

Jesus incentiva a orar

 7 - Pedi, e Deus vos dará; buscai, e achareis [o Bem]; batei, e a porta vos será aberta.
 8 - Porque todo aquele que pede recebe de Deus; e o que busca encontra [o Bem]; e, ao que bate, a porta lhe é aberta.
 9 - E qual dentre vós é o homem que, seu filho pedindo-lhe pão, lhe dará uma pedra?
10 - E, pedindo-lhe peixe, lhe dará uma serpente?
11 - Ora, se vós, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, o que é que não dará o vosso Pai, que está nos Céus, aos que lhe pedirem?
12 - Portanto, tudo o que quereis que os homens vos façam, fazei-o vós também a eles, porque esta é a lei e os Profetas.

No versículo 11, Jesus nos chama atenção para a Misericórdia Divina. Pois se nós, seres humanos falíveis, buscamos o bem para aqueles que amamos, Deus, detentor da Sabedoria do Universo, faz o mesmo e muito mais por nós. Portanto, sem exceção, todos podem buscar no Pai Celeste o conhecimento espiritual e o fortalecimento para as mudanças necessárias de comportamento, hábitos e a perseverança que deve haver na família, apesar dos desafios. 

+ Veja uma Mensagem Espiritual sobre o Dia dos Pais.

+ O que fazer para que haja paz em família?

Não tenhamos medo de bater à porta (versículos 7 e 8) e, através da nossa oração, pedir a Deus que nos ilumine a abra os caminhos para a superação de qualquer dificuldade ou conflito familiar. Um ótimo exemplo a ser transmitido aos filhos é a realização da prece nos momentos de dificuldade e também de agradecimento pelas vitórias alcançadas. Além, da demonstração sincera dos mais velhos em procurar corrigir seus próprios erros, isso ajudará os filhos a fazerem o mesmo, independentemente das limitações que eles encontrem ao longo da vida.      

Shutterstock

Cada pai vai encontrar a sua melhor forma de instruir, falar, orientar e dar o bom exemplo, considerando a personalidade e as características do filho. Porém, em todos esses momentos, inclusive, ao ensinar aos mais jovens quais devem ser as prioridades da vida, é preciso que tenhamos em mente essa reflexão de Jesus, no versículo 12:  "tudo o que quereis que os homens vos façam, fazei-o vós também a eles". E mais, o Cristo nos convoca a darmos um passo além, ao nos trazer o Seu Novo Mandamento: "Amai-vos como Eu vos amei. Somente assim podereis ser reconhecidos como meus discípulos, se tiverdes o mesmo Amor uns pelos outros”, (Evangelho, segundo João, 13:34 e 35).

Portanto, procuremos amar com o Amor do Cristo, uma tarefa que se aplica e se aprimora todos os dias, conforme escreve o presidente-pregador da Religião Divina, em seu livro Paiva Netto e a Proclamação do Novo Mandamento de Jesus. A saga heroica de Alziro Zarur (1914-1979) na Terra, p. 15: 

“O Novo Mandamento de Jesus, o Cristo Ecumênico e Divino Estadista – Amai-vos como Eu vos amei – é a chave para o supremo êxito da sociedade planetária. Isto, porém, depende do esforço do conjunto de seus componentes. Antes que todos, o Divino Mestre exemplificou-o, deixando-se imolar na cruz por Amor extremo à Grande Família Humanidade. Ao seguir-Lhe os passos, devemos constantemente rever nossas atitudes, de modo que não esqueçamos jamais que é desde pequeninas demonstrações de Boa Vontade que se fortalece o convívio entre marido e mulher, pais e filhos, filhos e pais, comunidades e o mundo". 

+ Que tal aproximar a sua família do hábito da Oração e do Estudo do Evangelho-Apocalipse de Jesus? Conheça a história de superação do Cristão do Novo Mandamento de Jesus Fabrício de Luca, de Santo Antônio do Jardim, SP: 

 

Avalie este conteúdo