Doação de órgãos: você tem dúvidas sobre isso?

Gabriela Marinho
|
23/09/2015 às 17h30 - quarta-feira

A doação de órgãos e tecidos é, sem dúvida, um ato de grande generosidade. Um único doador salva, em média, a vida de oito a dez pessoas, mesmo após a morte. Com o consentimento da família, podem ser doados coração, córneas, pulmões, rins, fígado, pâncreas, pele, ossos e válvulas cardíacas. Porém, existem dúvidas quanto às implicações espirituais durante e depois da doação. A Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo explica esse fenômeno.

No vídeo a seguir confira a resposta à questão: a Religião do Amor Universal é a favor da doação de órgãos? Por quê?

Quem recebe o órgão fica ligado ao espírito de quem doa? Existe a possibilidade de o doador arrepender-se e "assombrar" o receptor?

Esses vídeos foram produzidos pela Academia Jesus, o Cristo Ecumênico, o Divino Estadista, com o objetivo de esclarecer sobre temáticas, a exemplo desta tratada, a partir da doutrina ecumênica da Religião do Terceiro Milênio.

Você tem outras dúvidas sobre o assunto? Envie suas perguntas para nós.

Fonte:
Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO)

Avalie este conteúdo