O que é Reencarnação e por que ela é necessária?

Da Redação*
|
08/05/2017 às 16h15 - segunda-feira

Compreender a Lei Universal da Reencarnação é passo decisivo na maneira como enxergamos Deus, e enriquece a consciência sobre quem somos, de onde viemos e para onde vamos.

Todos nós somos, antes de sermos seres Humanos, somos seres Espirituais. Nosso Espírito precede o nosso corpo. Por isso, a nossa Alma reencarna em várias existências, em vários corpos diferentes para evoluir.

Contudo, antes de refletirmos sobre a efetividade deste mecanismo divino, a reencarnação, precisamos evidenciar que ele está intrinsecamente ligado à identidade do Supremo Criador: “Deus é Espírito”, revelou Jesus, o Cristo Ecumênico, o Divino Estadista (Evangelho, segundo João, 4:24). E mais: “Deus é Amor”, conforme definiu tão acertadamente João Evangelista, que aprendeu com Jesus, em sua Primeira Epístola, 4:16. Por isso existe a relação entre a reencarnação e a eternidade da vida.

Fomos criados por Deus, espiritualmente, à Sua Divina “imagem e semelhança” (Gênesis, 1:26). Logo, da mesma forma como o Pai Celestial é eterno, também somos nós. Portanto, não somos apenas o que vemos no espelho. Nosso corpo perecível é o que nos reveste temporariamente, enquanto peregrinos na Terra.

Shutterstock


 

“Reencarnação, oportunidade nova”

A Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo compreende e proclama a Reencarnação como uma expressão profunda do Amor de Deus por nós. Ela é também uma estratégia Divina para que alcancemos a felicidade plena. Foi o processo dinâmico que o Criador estabeleceu para a remissão de todos nós, seres humanos falíveis, de modo que nos reeduquemos a cada vida e nos libertemos da ignorância espiritual, geradora do sofrimento. 

Daí jamais ser a Reencarnação alguma medida punitiva, como nos esclarece o presidente-pregador da Religião do Terceiro Milênio, José de Paiva Netto, em seu livro Apocalipse Sem Medo, no subtítulo Reencarnação, oportunidade nova: “Não deixemos escapar da memória o que prometemos, na Esfera Espiritual, realizar na Terra em benefício dos semelhantes. Geralmente nos estamos quitando de erros cometidos em existências anteriores. Quero reiterar o seguinte: reencarnação não é castigo de Deus. Ao contrário, é Sua misericórdia concedendo-nos novas chances. É melhor do que o inferno eterno. Como um pai vai desejar que o seu filho, por mais que tenha errado numa vida de 50, 60, 70, mesmo 100 anos, passe toda a Eternidade no sofrimento infernal, nas chamas que não consomem?”.

E prossegue o autor no subtítulo Deus, Amor e Salvação: “O profeta Ezequiel, no seu livro do Velho Testamento, 33:11, esclarece a respeito da posição do Pai Celestial: ‘Quanto a ti, Filho do Homem, dize à casa de Israel: Juro por minha vida — Oráculo do Senhor Deus — não tenho prazer na morte do ímpio, mas antes que ele mude de conduta e viva! Mudai, mudai de conduta! Por que haveríeis de perecer, casa de Israel?’”.

Arte: Atalison Gimenes

 

A certeza do Amor de Deus

É importante compreendermos a reencarnação a partir da perspectiva da Suprema Ordem do Cristo Planetário, Seu Novo Mandamento: “Amai-vos como Eu vos amei. Somente assim podereis ser reconhecidos como meus discípulos, se tiverdes o mesmo Amor uns pelos outros” (Evangelho, segundo João, 13:34 e 35).

Esse é o caminho que precisamos trilhar. Pois, a cada reencarnação, temos a chance de melhorar nosso interior, apagar as manchas de culpa que carregamos conosco, por meio da correção de nossas atitudes, aprendermos a nos amar, respeitar e viver com honestidade, por exemplo. Tudo isso, buscando o exemplo de Jesus como inspiração. Assim estaremos aptos a viver, dentro de nós e com os nossos semelhantes, o Reino de Deus: portanto Reino de Amor, Paz, Justiça, Integridade, de todo o Bem mais elevado.

Assim, a reencarnação promove a Justiça Divina (onde não há impunidade), já que permite ao transgressor das Leis Celestes corrigir as próprias faltas. E acima da Justiça de Deus, sobrepõe o Amor Dele: quanto mais o Espírito dedicar-se à prática do Bem, maior será seu progresso evolutivo, até que se torne um com o Pai Celestial, como é Jesus (Evangelho, consoante João, 10:30).

Aliás, a necessidade de reencarnar, renascer, fica evidente no diálogo entre Jesus, o Mestre dos mestres, e Nicodemos (Evangelho, segundo João, 3:1-7):

1 E havia entre os fariseus um homem, chamado Nicodemos, príncipe dos judeus.

2 Este foi ter de noite com Jesus, e disse-lhe: Rabi, bem sabemos que és Mestre, vindo de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não for com ele.

3 Jesus respondeu, e disse-lhe: Em verdade, em verdade vos digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.

4 Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer?

5 Jesus respondeu: Em verdade, em verdade vos digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus.

6 O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é Espírito.

7 Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo.

(Os destaques são nossos.)

Reencarnação na Bíblia Sagrada

Existem outros relatos bíblicos que também podem atestar a Reencarnação, conforme vemos no vídeo abaixo no quadro Pergunte ao Evangelho de Jesus. Uma produção da Academia Jesus, o Cristo Ecumênico, o Divino Estadista, que apresenta inclusive fraterna explicação sobre o que afirma Paulo Apóstolo em sua Epístola aos Hebreus, 9:27: “Porquanto é ordenado aos homens que morram uma só vez, e depois disso vem o juízo”. Assista!

Amparo Divino

Ninguém pense que esteja desamparado em sua evolução. O próprio Cristo manda seus emissários, Espíritos Luminosos, Almas Benditas do Mundo Espiritual, para nos ajudar inclusive por meio da intuição — poderosa ferramenta para a União Consciente das Duas Humanidades e para a realização plena de nossa Agenda Espiritual.

Aproveitemos todo esse amparo para encontrar forças para vencer os vícios, superar os desafios da carreira profissional ou os problemas em família, por exemplo. Saiba que “Enquanto houver Vida, haverá saída. E a Vida é eterna”, esclarece o Irmão Paiva Netto.

 

Volta triunfal de Jesus

Esse processo evolutivo nos ajuda e nos prepara para um grande transformação que o Planeta Terra passará com a Volta Triunfal de Jesus, o Cristo de Deus, o Senhor da Terra!

Tal acontecimento será o mais feliz de toda a nossa história, pois Ele mesmo nos prometeu: “Eis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras” (Apocalipse de Jesus, 22:12).

 

Gabriel Estevão

 

VENHA SER FELIZ NA RELIGIÃO DE DEUS, DO CRISTO E DO ESPÍRITO SANTO!

Jesus escolheu você. Atenda, na Religião do Amor Fraterno, o Divino Chamado do Mestre. Esteja nas nossas Igrejas Ecumênicas e venha compreender este conhecimento libertário!

____________

*Colaboração: Wellington Carvalho

Avalie este conteúdo