Paiva Netto — Presidente-Pregador da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo

José Simões de Paiva Netto
Presidente-Pregador da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo.

Biografia


José de Paiva Netto, escritor, jornalista, radialista, compositor e poeta, nasceu em 2 de março de 1941, no Rio de Janeiro/RJ, Brasil. É diretor-presidente da Legião da Boa Vontade (LBV), membro efetivo da Associa­ção Brasileira de Imprensa (ABI), da Associação Brasileira de Imprensa Internacional (ABI-Inter). Filiado à Fe­­de­ra­ção Nacional dos Jornalistas (Fenaj), à International Federation of Journalists (IFJ), ao Sindicato dos Jornalistas Profissio­nais do Estado do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Escri­tores do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Radialistas do Rio de Janeiro e à União Brasileira de Compositores (UBC). Integra também a Academia de Letras do Brasil Central.

A sua infância e juventude foram marcadas por uma preocupa­ção incomum com temas espirituais, filosóficos, educativos, sociais, políticos, científicos e econômicos, além de um profundo senso de auxílio aos necessitados.

Acesse a biografia completa

Estudou no tradicional Colégio Pedro II, na capital fluminense, do qual recebeu o título de Aluno Eminente, sendo homenageado com placa de bronze na sede desse conceituado Colégio-Padrão. Em 1956, ainda adolescente, iniciou sua jornada vitoriosa ao lado do saudoso fun­dador da Instituição, o pensador, jornalista, radialista, escritor, poeta brasileiro Alziro Zarur (1914-1979). Foi um de seus principais assessores durante quase um quarto de século. Para se dedicar totalmente à LBV, abandonou sua vocação para a Medicina. Mais tarde, tornou-se secretário-geral da Legião da Boa Vontade (cargo equivalente ao de vice-presidente) e, com o falecimento de Zarur, sucedeu-o.

À frente da Legião da Boa Vontade desde 1979, multiplicou os programas de Promoção Humana, Social e Educacional da Instituição, por exemplo, com suas escolas-modelo, as quais servem para projetos ainda maiores, a que ele se tem dedicado há bastante tempo: a reedu­cação com Espiritualidade Ecumênica, consubstanciada na Pedagogia da Boa Vontade, que propõe um modelo novo de aprendizado, aliando Cérebro e Coração. Ela possui fundamentalmente dois segmentos: Pedagogia do Afeto e Pedagogia do Cidadão Ecumênico. 

Vivian R. Ferreira

O pátio ficou ainda mais colorido e festivo, com os largos sorrisos dos educandos ao recepcionarem o educador Paiva Netto.

A LBV foi a primeira organização do Terceiro Setor do Brasil a associar-se ao Departamento de Informação Pública das Nações Unidas (DPI), a partir de 1994. Em 1999, tornou-se também a primeira associação civil brasileira a conquistar na ONU o status consultivo geral no Conselho Econômico e Social (Ecosoc). E, em 2000, passou a integrar a Conferência das ONGs com Relações Consultivas para as Nações Unidas (Congo), em Viena, na Áustria.

Em 21 de outubro de 1989, Paiva Netto fundou, em Brasília/DF, capital do Brasil, o Templo da Boa Vontade (TBV), com a presença de mais de 50 mil participantes. O TBV é o polo do Ecumenismo Irrestrito, que preconiza a conciliação de todas as criaturas e povos da Terra, e do Ecumenismo Total, que proclama a urgente necessidade da comunhão entre a Humanidade da Terra e a Humanidade do Céu. Por isso, é conhecido também como o Templo dos Espíritos Luminosos ou das Almas Benditas, pois, afinal, os mortos não morrem. O TBV, admirado ainda pela arquitetura arrojada, que reflete sua Espiritualidade universalista, é considerado a maior construção em forma de pirâmide do século 20 pelo tradicional Diário de Notícias, de Lisboa, Portugal. Também por iniciativa de Paiva Netto, foi fundado, em 1994, no Natal de Jesus, ao lado do Templo da Paz, na presença de mais de 100 mil pes­soas, o Parlamento Mundial da Fraternidade Ecumênica, o ParlaMundi da LBV, obra que integra o conjunto arquitetônico mais visitado de Brasília (na Quadra 915 Sul), segundo a Secretaria de Estado de Turismo do Distrito Federal (Setur), que já recebeu desde que abriu suas portas mais de 20 milhões de peregrinos.

Para propagar a Cidadania Espiritual (conceito preconizado por ele), Paiva Netto criou a Super Rede Boa Vontade de Rádio (Super RBV), a Boa Vontade TV, a Rede Educação e Futuro de Televisão, a TV Ecumenismo, além das revistas Jesus Está Chegando! e Boa Vontade.

É autor de vários best-sellers, com mais de 4 milhões de livros vendidos, e tem artigos publicados em importantes jornais e revistas no mundo todo, por exemplo: Diário de Notícias, Jornal de Coimbra, O Comércio de Gaia, Campeão das Províncias, O Primeiro de Janeiro, Notícias de Gaia, Voz do Rio Tinto, Grande Porto, Jornal da Maia, Diário do Minho, Correio da Manhã, Maia Hoje, Festival Jornal, O Público, O Comércio do Porto, Jornal de Notícias, Jornal de Gaia, Jornal de Viseu (Portugal); Time South, Jeune Afrique, African News (África); Daily Post, Business Week, Link (EUA); Clarín, Noticeiro Vecinal (Argentina); Jornada, El Diário (Bolívia); ABC Color, El Diario Notícias, La Nación, Diario Popular (Paraguai); El Pais, Tiempo e Diario Regional de La Mañan (Uruguai); El Universal (México); e da International Business and Management, além de outros importantes veículos do Brasil e do exterior.

Sobre esse aspecto de sua personalidade, o escritor norte-americano Errol Lincoln Uys observou: “Paiva Netto, sendo um homem prático, não deixa de ter alma de poe­ta”.

Segundo a definição do eminente professor, jurisconsulto e tratadista José Cretella Júnior, “é um exímio estilista, sempre em dia com as novas”. E, na opinião do mestre de professores Moacir C. Lopes (1927-2010), “é um escritor de muito talento”.

Em 29 de junho de 2016, completou 60 anos a serviço da causa da Boa Vontade.