O que é a Fé?

Os quatro graus iniciáticos da Fé
No primeiro volume das Diretrizes Espirituais da Religião de Deus, do Cristo e do Epírito Santo, p.13, publicou Paiva Netto: "Kardec falou-nos da Fé Raciocinada. Zarur mostrou-nos a Fé Raciocinante. E a Bondade de DEUS concedeu-nos a honra de vos falar da FÉ nos seus estágios Realizante e Divinizante. O Homem da Verdade, pela Verdade de Deus, é despertado onde estiver. Note-se que os quatro estágios divinizantes da Fé diferem pelo grau de participação do Ser Humano e seu Espírito eterno na construção do seu próprio destino espiritual”.

Fé Raciocinada
Trazida por Kardec, “é aquela que pode enfrentar a razão cara a cara, superando a fé cega, fanatizante”.

Fé Raciocinante
Trazida por Alziro Zarur, é aquela em que “a criatura assume este enfrentamento, tirando conclusões próprias, aprendendo a pensar sobre os ensinamentos do Cristo e sobre a existência do plano espiritual e dos seres que nele habitam, propondo a união desses dois mundos”.

Fé Realizante
Trazida por Paiva Netto, “é o estágio que promove a Humanidade ao aspecto prático da Fé, realizando a reunião proposta pela Fé Raciocinante. Faz com que o Ser Humano compreenda que da vivência diária da Religião do Amor Universal, pelo consciente e dinâmico relacionamento dos planos visível e invisível, nascem as soluções para o seu progresso nos diversos campos sociais, quais sejam a própria Religião, a Política, a Ciência, a Filosofia, o Esporte etc.”.

Fé Divinizante
Trazida por Paiva Netto, “é o coroamento da evolução da Humanidade, visível e invisível, pois ao alcançar essa etapa já está integrada no Cristo de Deus, ao ponto de fazer, na Terra e no Espaço, a vontade do Pai Celestial, como preceitua Jesus na Prece do Pai-Nosso. Daí em diante a marcha do crescimento espiritual do Homem é segura e eterna”.

(Diretrizes Espirituais da Religião do Terceiro Milênio, vol II, p. 189