Cerimônia de Revitalização Espiritual

A Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, oferece nas diversas Cruzadas do Novo Mandamento de Jesus cerimônias que beneficiam a elevação espiritual dos participantes. Entre elas a de Revitalização Espiritual que é recebida no plexo frontal ou nas palmas das mãos dos participantes das reuniões públicas ao subirem no Altar Sagrado das Igrejas Ecumênicas da Religião do Terceiro Milênio e no Templo da Boa Vontade.

Izabela Lobianco

AMERICANA, SP — Participando da Cerimônia de Iniciação Espiritual, os Jovens Legionários recebem a Unção Ecumênica, selando o compromisso em contribuir com os Ideais Sagrados da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo.

Fundamentação: A Revitalização Espiritual promove em nós a integração com Deus, com o Cristo e com o Espírito Santo, pela purificação e elevação dos pensamentos, edificando-os, conforme esclarece o Proclamador da Religião Divina, Alziro Zarur, no Livro Diretrizes Espirituais da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, Segundo volume, pp. 265/266: A vitória pelo pensamento, pela força da Fé: “Pela força natural de que são dotados, os pensamentos podem mudar sua vida agora. Não precisa esperar que as coisas melhorem, porque isto só acontecerá quando Você melhorar seus pensamentos.  Assim como a qualidade do ar tem influência sobre o desenvolvimento do corpo físico, a qualidade dos pensamentos tem grande influência sobre o corpo espiritual ou astral, que é a fonte de todas as doenças sérias. Está nas mãos de Vocês melhorarem suas vidas. É só saber manejar a força mental. Por exemplo: mentalizar a cura de uma enfermidade qualquer. Se um único pensamento tem tanta força, imaginem trezentos, quinhentos, milhares, milhões de pensamentos! Esta é a força da Corrente da Boa Vontade da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo. “O dia em que Vocês souberem usar a força do pensamento, todos os obstáculos serão removidos na parte do livre-arbítrio, porque na parte do destino só pode haver alteração em caráter especial, como explicarei mais tarde. “Assim como a força de uma ação remove outras ações, a força de um pensamento remove outros pensamentos. As ações do mundo são consequência dos pensamentos. Os bons geram boas ações e os maus produzem más ações. “Não basta termos bons pensamentos para vencer, por exemplo, uma doença. Temos que imprimir ao pensamento aquela força da Fé que remove montanhas. (…)

No livro Jesus, a Dor e a origem de Sua Autoridade - O Poder do Cristo em nós, do escritor Paiva Netto, destacamos na p. 161 edição tradicional, este ensinamento: A condução do pensamento: asas ou algemas?

A tradição popular ensina que ‘pensamento é força’. Logo, caros amigos que me leem com atenção: mentalizemos a todo instante o melhor possível, isto é, o Bem para os outros e para nós.

Benefícios: Para essa cerimônia, é utilizada a Pedra Batizada pelos Amigos da Espiritualidade Superior, na Revolução Mundial dos Espíritos de Luz na Quarta Revelação, a Religião Divina, que é colocada sobre o plexo frontal (testa) ou nas palmas das mãos com o objetivo de revitalizar as vibrações do campo energético, mantendo em equilíbrio as potencialidades espirituais, físicas, somáticas e psicossomáticas daqueles que com Fé Realizante buscam o amparo Divinal.

Após receberem a revitalização, os participantes passam também pela Cerimônia da Imposição das Mãos recebendo as energias magnéticas da Água Energizada pela força da Prece e da ação poderosa da Falange da Boa Vontade de Deus. Bênçãos Celestiais que auxiliam no bem-estar do corpo físico e no equilíbrio espiritual daqueles que mantêm viva a Fé Realizante no coração.

Essas cerimônias são oferecidas semanalmente, durante as reuniões públicas no Templo da Boa Vontade ou nas Igrejas Ecumênicas da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo e todos podem se beneficiar com a revitalização espiritual oferecida com o propósito de transmitir as Energias que vêm do Cristo, que fortalecem a saúde do corpo e da Alma para o enfrentamento de uma nova semana de oportunidades e vitórias com Jesus, o Divino Provedor.